Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Quase 80 clérigos abusaram de crianças no Chile desde 2000, diz ONG - Jornal Brasil em Folhas
Quase 80 clérigos abusaram de crianças no Chile desde 2000, diz ONG


Quase 80 religiosos, entre eles sacerdotes, diáconos e uma freira foram acusados de abusar sexualmente de menores no Chile desde o ano 2000, segundo uma base de dados divulgada nesta quarta-feira (10) em Santiago pela ONG americana Bishop Accountability.

Hoje estamos apresentando uma base de dados de quase 80 clérigos no Chile, sacerdotes, monges e uma freira que foram acusados de abusar sexualmente de crianças, denunciou Ann Barrett-Doyle, codiretora da ONG que desde 2003 se dedica a publicar os arquivos de abusadores dentro da Igreja católica, em uma coletiva de imprensa em Santiago.

A cinco dias da chegada do papa Francisco ao Chile, a organização denunciou a falta de compromisso dos hierarcas católicos, em especial os chilenos, para erradicar a pedofilia na igreja.

Publicamos isso antes da visita de Francisco com a esperança de que um de seus acompanhantes o faça notar e faça com que tome consciência de que os bispos e líderes religiosos do Chile minam sua promessa de tolerância zero com os abusadores, que ele lançou ao chegar ao Vaticano, em 2013, acrescentou.

O papa Francisco diz que chora pelas vítimas, o que queremos é que ele transforme essas lágrimas em ações e efetivamente possa cumprir essa promessa, apontou Barrett-Doyle.

Na base de dados há casos emblemáticos como o do sacerdote Fernando Karadima, denunciado em 2010 por várias de suas vítimas e condenado pelo Vaticano por abuso sexual de menores.

Na época, a justiça chilena considerou que o caso tinha prescrito, mas o Vaticano declarou o poderoso sacerdote culpado de abuso sexual e o condenou a se retirar a uma vida de oração e penitência.

Estamos atônitos com as práticas dos bispos no Chile. (...) Tratam bem os abusadores e são muito duros com as vítimas, disse Barrett-Doyle, que criticou o arcebispo de Santiago, Ricardo Ezzati, por ele permitir que sacerdotes acusados de abusos sigam com atividade paroquial.

A chegada iminente do papa ao Chile, na próxima segunda-feira, abriu a ferida sobre os abusos perpetrados por religiosos no país, mobilizando várias organizações civis, que protestarão durante a visita contra o silêncio e a permissividade do Vaticano ante a pedofilia.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212