Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Abr de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 EUA cria ranking de países em novo sistema de alerta para viajantes - Jornal Brasil em Folhas
EUA cria ranking de países em novo sistema de alerta para viajantes


Os Estados Unidos divulgaram nesta quarta-feira (10) um novo sistema para alertar seus cidadãos dos possíveis riscos de viajar ao exterior, introduzindo um ranking de quatro pontos para países e um mapa múndi interativo.

Dez países foram inscritos no Nível Quatro, o pior, que recomenda Não viajar: Afeganistão, República Centro-africana, Irã, Iraque, Líbia, Mali, Somália, Sudão do Sul, Síria e Iêmen. A Coreia do Norte também aparece ali, embora a legislação americana já proíba os americanos a viajarem para este país.

Mas algumas das classificações de outros países podem chamar a atenção ou despertar a contrariedade internacional, embora o Departamento de Estado assegure que só está oferecendo em um novo formato de informações que já existiam.

Aliados europeus importantes, como Reino Unido, França e Alemanha - assim como a Espanha - aparecem no Nível Dois, que recomenda aos americanos adotarem maior cautela, do mesmo modo que Brasil, Colômbia, República Dominicana e México.

No entanto, o Uzbequistão, presidido com mão-de-ferro pelo autoritário Islam Karimov de 1989 até sua morte, em setembro de 2016, está em Nível Um, o mais seguro.

Adotem precauções usuais, recomendam os Estados Unidos para países neste grupo, no qual estão também Chile, Argentina, Bolívia, Costa Rica, Equador, Paraguai, Panamá, Peru e Uruguai.

Cuba aparece na terceira categoria - reconsidere a viagem. Funcionários do Departamento do Estado explicaram na terça-feira a senadores americanos que uma pessoa conhecida pelo governo cubano dispõe de uma arma misteriosa para provocar lesões cerebrais em americanos em Havana.

Venezuela, Guatemala, Honduras e El Salvador também estão no Nível Três.

O sistema de alerta a viajantes sempre foi controverso e costuma ofender outros países. Mas os funcionários insistiram em que as mudanças visam a apresentar suas recomendações de forma mais clara.

Estes não são documentos políticos. Simplesmente são baseados em nossa avaliação da situação de segurança, disse a funcionária consular Michelle Bernier-Toth.

Alguns países se queixaram no passado de que as advertências exageram os perigos e afetam o turismo, ou que respondem a considerações diplomáticas.

Mas cada país é objeto de uma descrição no site sitio travel.state.gov, detalhando as ameaças específicas e a razão de sua classificação.

 

Últimas Notícias

Ex-presidente do Peru tenta se matar ao receber ordem de prisão
Ex-presidente do Peru está em estado grave após tentativa de suicídio
Governo argentino lança pacote de medidas para combater inflação
PRF apreende no Rio 300 mil maços de cigarros contrabandeados
Famílias de baixa renda de Brumadinho recebem auxílio emergencial
Governo autoriza uso da Força Nacional para segurança na Esplanada
Chega a 18 número de mortos no desabamento no Rio de Janeiro
Fachin pede manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - EXPEDIENTE