Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Exército israelense persegue autores de ataque que matou colono - Jornal Brasil em Folhas
Exército israelense persegue autores de ataque que matou colono


O exército israelense mobilizou nesta quarta-feira (10) muitos agentes em torno de Nablus, na Cisjordânia ocupada, para encontrar os autores de um ataque em que matou um colono, enterrado nesta quarta-feira em meio a pedidos de vingança contra os palestinos.

Os militares instalaram postos para controlar as entradas e saídas de Nablus - grande cidade do norte da Cisjordânia, território ocupado por Israel há meio século - e verificaram meticulosamente a identidade em cada veículo, criando longas filas.

O exército também mobilizou reforços para participar nas buscas pelos responsáveis do ataque de terça-feira, embora nenhuma prisão tenha sido anunciada até agora.

O rabino Raziel Sheva, de 35 anos, foi morto a tiros na terça-feira quando dirigia seu carro perto do bairro de Havat Gilad, onde morava.

Um veículo interceptou o colono e seus ocupantes abriram fogo. As autoridades contaram 22 marcas de tiro.

As Brigadas Ezedin al-Qasam, o braço armado do Hamas, expressaram sua satisfação com o ataque. O Hamas, grande inimigo de Israel, controla a Faixa de Gaza.

Autoridades israelenses denunciam o ato cometido por palestinos num contexto de crescente tensão.

As Brigadas Ezzedin Al Qasam, braço armado do movimento palestino Hamas, comemoraram o ataque. O Hamas controla a Faixa de Gaza, separada da Cisjordânia pelo território israelense.

Conforme os desejos da família, centenas de pessoas enterraram, nesta quarta-feira, Raziel Shevah em Havat Gilad, uma colônia selvagem, ou seja, ilegal para o direito internacional e também para o israelense.

Vingança! Vingança!, urgiam no funeral muitos jovens, interrompendo o discurso do ministro de Educação, Naftali Bennett, grande defensor da colonização nos territórios palestinos ocupados.

A melhor vingança é construir, disse Bennett, pedindo que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu legalize Havat Gilad.

Cerca de 400.000 colonos israelenses vivem na Cisjordânia e convivem em disputa com os 2,6 milhões de palestinos dali.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212