Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Brexit pode custar 500 mil empregos ao Reino Unido - Jornal Brasil em Folhas
Brexit pode custar 500 mil empregos ao Reino Unido


A saída da União Europeia custaria ao Reino Unido quase meio milhão de empregos, no pior dos cenários, segundo um estudo encomendado pela Prefeitura de Londres e publicado nesta quinta-feira.

Se o país deixar a UE sem um acordo com o bloco, poderá perder 482 mil empregos entre 2019 e 2030, segundo o estudo da Cambridge Econometrics.

Se o Reino Unido não conseguir acordar um período de transição para a saída, nem um acordo sobre a futura relação comercial, o país perderá 62,9 bilhões de dólares em investimentos neste mesmo período.

O informe compara quatro desfechos para a situação atual - que o governo descarta manter - de permanência no mercado único e na união aduaneira.

A hipótese mais otimista - o país acerta um período de transição de dois anos, que leva à permanência no mercado único, mas sem união aduaneira - também custaria caro: 176 mil empregos e 20,2 bilhões de libras em investimentos.

O prefeito Sadiq Khan, que fez campanha contra o Brexit no referendo de 2016, disse que as conclusões do estudo demonstram riscos econômicos e de custo humano potenciais que estão em jogo nas negociações.

Khan acusou o governo de uma falta de preparo absoluta para avaliar o impacto do Brexit, e pediu para os ministros mudarem sua posição negociadora e pedirem a permanência no mercado único e na união aduaneira. O governo rechaça essa possibilidade, pois teria que continuar permitindo a livre-circulação de europeus - e um dos seus objetivos é justamente reduzir a imigração.

Um porta-voz do ministério britânico encarregado do Brexit disse que o Reino Unido quer uma aliança especial com a União Europeia, que inclua uma nova relação econômica e em segurança.

O pior cenário, segundo a Cambridge Econometrics, seria curiosamente o que mais reduziria a imigração, sob preço de abalar a economia.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212