Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Brexit pode custar 500 mil empregos ao Reino Unido - Jornal Brasil em Folhas
Brexit pode custar 500 mil empregos ao Reino Unido


A saída da União Europeia custaria ao Reino Unido quase meio milhão de empregos, no pior dos cenários, segundo um estudo encomendado pela Prefeitura de Londres e publicado nesta quinta-feira.

Se o país deixar a UE sem um acordo com o bloco, poderá perder 482 mil empregos entre 2019 e 2030, segundo o estudo da Cambridge Econometrics.

Se o Reino Unido não conseguir acordar um período de transição para a saída, nem um acordo sobre a futura relação comercial, o país perderá 62,9 bilhões de dólares em investimentos neste mesmo período.

O informe compara quatro desfechos para a situação atual - que o governo descarta manter - de permanência no mercado único e na união aduaneira.

A hipótese mais otimista - o país acerta um período de transição de dois anos, que leva à permanência no mercado único, mas sem união aduaneira - também custaria caro: 176 mil empregos e 20,2 bilhões de libras em investimentos.

O prefeito Sadiq Khan, que fez campanha contra o Brexit no referendo de 2016, disse que as conclusões do estudo demonstram riscos econômicos e de custo humano potenciais que estão em jogo nas negociações.

Khan acusou o governo de uma falta de preparo absoluta para avaliar o impacto do Brexit, e pediu para os ministros mudarem sua posição negociadora e pedirem a permanência no mercado único e na união aduaneira. O governo rechaça essa possibilidade, pois teria que continuar permitindo a livre-circulação de europeus - e um dos seus objetivos é justamente reduzir a imigração.

Um porta-voz do ministério britânico encarregado do Brexit disse que o Reino Unido quer uma aliança especial com a União Europeia, que inclua uma nova relação econômica e em segurança.

O pior cenário, segundo a Cambridge Econometrics, seria curiosamente o que mais reduziria a imigração, sob preço de abalar a economia.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Procuradora aposentada condenada por torturar criança é presa no Rio
Operação prende 204 pessoas e autua 81 motoristas alcoolizados em SP
Inadimplência no país cresce 4,41% em 2018
Receita Federal exclui 521 mil empresas devedoras do Simples Nacional
Tesouro quita R$ 4,82 bi de estados e municípios inadimplentes em 2018

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212