Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Sugestão da Carteira InfoMoney salta 19% em 8 pregões; BTG recomenda compra - Jornal Brasil em Folhas
Sugestão da Carteira InfoMoney salta 19% em 8 pregões; BTG recomenda compra


SÃO PAULO - A Usiminas (USIM5) nunca foi um “caso de amor” para investidores de longo prazo em ações. Além da economia não ajudar o setor siderúrgico, a empresa sofreu um bom tempo com uma dívida bastante, problemas entre os controladores e resultados operacionais preocupantes.

Ainda assim, os papéis foram mantidos na Carteira InfoMoney de janeiro. Segundo Thiago Salomão, responsável pelo portfólio e pelo curso Como Montar uma Carteira de Ações Vencedora, a economia voltou a mostrar reação em 2017 (principalmente em pontos como formação bruta de capital fixo, fator importante para o crescimento sustentável da economia nos próximos trimestres), os preços do aço e do minério voltaram a subir, o endividamento vem sendo “empurrado com a barriga” e os resultados operacionais voltaram a aparecer.

Quem seguiu a sugestão já consegue embolsar lucros. A ação acumula alta de 19% em apenas 8 pregões deste ano e na sessão de quinta-feira (11) saltou 5,4% após a recomendação de compra do BTG Pactual.

Os analistas disseram estar mais otimistas com o setor siderúrgico do que jamais estiveram em anos e ressaltam que os aumentos de preços recentes aumentam a confiança. O preço-alvo para as ações da Usiminas é de R$ 14, valor % acima do último fechamento.

Os estoques de aço chineses estão na mínima em anos, a demanda é resiliente e os preços dos insumos (minério e carvão) continuam aumentando - uma combinação que deve continuar impulsionando os preços de aço no curto prazo. Do ponto de vista estrutural, também há espaço para mais otimismo em relação ao setor - como a China continuando cortando o excesso de capacidade de aço (as taxas operacionais devem superar 80% em 2019) e as exportações de aço de baixo preço estão significativamente reduzidas (queda de 50% dos picos), disseram os analistas em relatório enviado a clientes.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212