Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Trump cancela viagem em que inauguraria embaixada em Londres - Jornal Brasil em Folhas
Trump cancela viagem em que inauguraria embaixada em Londres


O presidente americano Donald Trump afirmou que não pretende mais viajar a Londres para inaugurar a nova embaixada americana na capital da Inglaterra.

Ele anunciou sua decisão no Twitter, durante a madrugada, e ela evitará que sua presença no Reino Unido seria alvo de protestos.

O presidente afirmou que estava cancelando a viagem porque estava descontente com a localização da nova embaixada e o preço que ela custou.

Trump atribuiu a seu predecessor Barack Obama a decisão de mudar a embaixada, quando, na realidade, a ordem partiu do governo anterior de George W. Bush.

A razão por eu ter cancelado minha viagem a Londres é que não sou um grande fã do fato da administração Obama ter vendido talvez a melhor e mais bem localizada embaixada em Londres por uma ninharia, só para construir outra em um endereço de 1,2 bilhão de dólares, tuitou Trump.

Péssima ideia. Queriam que eu cortasse a fita-NÃO!, acresentou.

Trump também mencionou uma visita de estado à Grã-Bretanha no futuro, mas não informou uma data.

Um aliado britânico de Trump, Nigel Farage, ex-líder do partido antieuropeu UKIP, disse que a decisão é decepcionante.

Ele foi a países de todo mundo e, no entanto, não vem no país que é mais próximo dele, explicou em seu programa de rádio na cadeia LBC. Talvez não tenha gostado de um aspecto que teria sua visita, acrescentou, aludindo às manifestações que a oposição trabalhista preparava com ele.

As relações entre o Reino Unido e Trump têm se revelado difíceis. A primeira-ministra conservadora Theresa May o convidou para uma visita de Estado quando ele assumiu o poder, estreitando sua cumplicidade no momento em que o país se prepara para romper com a União Europeia.

No entanto, esta visita de Estado - ao contrário da de trabalho que Trump cancelou - não foi oficialmente anulada, mas ainda não tem datas definidas, apesar de ser preparada com a antecedência protocolar necessária.

- Não é bem-vindo -

Trump bateu de frente várias vezes com o prefeito de Londres, Sadiq Khan, sempre depois de atentados na capital inglesa, por seus ataques aos muçulmanos, e recentemente retuitou posts do grupo de ultradireita xenófobo Britain First. May reprovou seu erro e ele contra-atacou dizendo que ela deveria se preocupar com seus assuntos.

O prefeito elogiou a suspensão da viagem, que teria sido mais uma dor de cabeça do ponto de vista de segurança.

Muitos londrinos deicaram claro que Donald Trump não é bem-vindo. Parece que ele finalmente entendeu isso, comentou.

Outras figuras trabalhistas se uniram a Khan. É uma pessoa que promove o ódio e a propaganda de uma organização de extrema-direita neste país. Não estou certo de que seria apropriado pedir que viesse nessas circunstâncias, declaro o deputado Chuka Umunna.

Os Estados Unidos venderam sua embaixada na praça Grosvenor, no coração do luxuoso bairro de Mayfair, para um fundo de investimentos do Qatar, e mudaram a delegação diplomática para as margens do Tâmisa, em uma zona industrial revitalizada. A obra foi elaborada pelo arquiteto Kieran Timberlake.

O prédio será aberto ao público em 16 de janeiro e esperava-se que Trump fosse inaugurá-lo aproveitando sua visita ao Fórum Econômico de Davos, na Suíça.

A nova delegação custou um bilhão de dólares e a antiga, coroada por uma distinta águia gigante, será transformada em um hotel.

O embaixador americano na capital britânica, Robert Johnson, admitiu que a embaixada anterior estava em uma localização perfeita, mas que a preocupação pela segurança depois do 11 de setembro fez com que tivéssemos de mudar para uma localização que pudesse proteger melhor os cidadãos americanos e seus vizinhos britânicos.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212