Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Governo do Rio quita nesta segunda salários de dezembro de 460 mil servidores - Jornal Brasil em Folhas
Governo do Rio quita nesta segunda salários de dezembro de 460 mil servidores


Pela primeira vez em mais de um ano, o governo do Rio de Janeiro deverá conseguir quitar, dentro do cronograma, o pagamento dos salários de seus 460 mil servidores. O pagamento será possível porque o banco BNP Paribas antecipou o depósito dos R$ 900 milhões restantes de um total de R$ 2,9 bilhões relativos a um empréstimo com a instituição financeira – que teve como contrapartida uma garantia de 50% das ações da Companhia Estadual de Águas e Esgoto (Cedae).

As informações do governo do Rio indicam que ao longo do dia, por meio da Secretaria de Fazenda (Sefaz), estarão sendo depositados integralmente os salários de dezembro a todos os 460 mil servidores ativos, inativos e pensionistas do Estado. O pagamento ocorre no décimo dia útil do mês, conforme o calendário de pagamentos do funcionalismo e se dará após o encerramento do horário de funcionamento bancário.

Ao todo, o governo do Rio estará depositando R$ 1,6 bilhão. Segundo o próprio governo, isto será possível também com a utilização de recursos da própria arrecadação tributária da Secretaria de Fazenda, além do depósito do BNP Paribas, na última quinta-feira (11).

O primeiro depósito do banco europeu, no valor de R$ 2 bilhões, foi feito em 20 de dezembro de 2017 e integralmente destinado ao pagamento do 13º salário de 2016 e dos salários de outubro. O depósito dos R$ 900 milhões na última quinta-feira ocorreu antes do prazo contratual, previsto para 14 de fevereiro.

Segundo informações do serviço de imprensa do governo do Rio, alguns servidores confirmaram o recebimento do salário de dezembro já no último sábado (13).

Na quarta-feira da semana passada o governo do estado já havia quitado os salários de novembro dos 15.927 servidores públicos ativos, inativos e pensionistas que ainda estavam sem receber. O pagamento exigiu desembolso de R$ 169,8 milhões.

Sobre o pagamento do décimo terceiro de 2017 para quem ainda não recebeu, a Fazenda informou que “aguarda o resultado da arrecadação tributária e demais medidas que estão sendo providenciadas”, como a antecipação da receita de royalties do petróleo e a participação especial, para anunciar quando se dará o pagamento.

Antes, na segunda-feira (8), o governo também já havia quitado os salários de novembro de 96% dos servidores públicos do estado. Foram contemplados na oportunidade os servidores que recebem vencimento líquido de até R$ 6.244. O total depositado ao longo do dia foi de R$ 200 milhões.

Na oportunidade, foram beneficiados com o pagamento 55.136 servidores ativos, inativos e pensionistas, de todas as categorias que recebem vencimento líquido de até R$ 6.244.

No último dia 7 de dezembro do ano passado, o governo do Rio de Janeiro já havia depositado os salários atrasados de setembro para servidores ativos, inativos e pensionistas, totalizando R$ 249,9 milhões, segundo a própria Secretaria de Estado de Fazenda.

Em 17 de novembro, o governo havia depositado os salários de 132 mil servidores que recebem líquido até R$ 2.826. Nos pagamentos efetuados no último dia 7 de dezembro, o governo quitou os vencimentos de quem recebia até R$ 4.428 de salário líquido.

Edição: Denise Griesinger

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212