Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Representantes das Coreias discutem show nos Jogos de Inverno - Jornal Brasil em Folhas
Representantes das Coreias discutem show nos Jogos de Inverno


Delegados das duas Coreias conversaram nesta segunda-feira (15) sobre a possível apresentação de artistas do Norte nos Jogos Olímpicos de Inverno, que acontecem em fevereiro próximo na cidade sul-coreana de Pyeongchang.

No primeiro diálogo com a vizinha do sul em mais de dois anos e após meses de incerteza, a Coreia do Norte decidiu enviar uma delegação de atletas, um time de exibição de Taekwondo, animadoras de torcida e artistas às Olimpíadas de inverno deste ano. As competições vão acontecer entre os dias 9 e 25 de fevereiro.

Quatro delegados de Pyongyang e quatro de Seul se reuniram ao norte da zona comum de segurança da cidade fronteiriça de Panmunjom. O município está na zona desmilitarizada que divide a península, anunciou o ministério de Unificação sul-coreano.

A delegação norte-coreana contou com Kwon Hyok-Bong, alto responsável do ministério da Cultura, e Hyon Song-Wol, líder da banda de pop mais popular do país, Moranbong.

O grupo criado em 2012 é formado por 10 mulheres. Ao que parece, elas são escolhidas pelo líder norte-coreano Kim Jong-Un.

Moranbong revolucionou o panorama musical da Coreia do Norte com suas interpretações de sucessos ocidentais, como My Way e o tema do filme Rocky, tocados com violinos elétricos.

O repertório conta também com numerosas canções patrióticas, como O aniversário de mamãe, que fala do sobre o governante do Partido Trabalhista da Coreia do Norte, ou O chamamos de pai, uma ode a Kim Jong-Un.

Caso sejam interpretadas durantes as Olimpíadas, as músicas poderiam infringir as leis sobre segurança nacional da vizinha do sul, que proíbe qualquer elogio ao Norte.

Seul tem que negociar com cuidado para evitar a difusão de propaganda do Norte durante os Jogos, avalia Cheong Seong-Chang, analista do Instituto Sejong.

Se os membros do grupo Moranbong, todas formalmente oficiais militares, vierem ao Sul a carácter, vão incomodar muito os sul-coreanos.

- Orquestra -

A delegação sul-coreana inclui altos responsáveis da orquestra sinfônica coreana, sugerindo que os artistas dos dois países possam atuar juntos.

Pyongyang propôs nesta segunda que outra reunião seja realizada na quarta-feira, em Panmunjom. A ideia é concretizar a logística para a ida de atletas norte-coreanos para a competição.

Também está previsto que as duas Coreias voltem a se encontrar na Suíça no próximo sábado, durante encontro com o Comitê Olímpico Internacional (COI), para abordar a participação dos atletas do Norte.

O Sul propôs ao Norte um desfile comum durante a cerimônia de abertura, assim como um time feminino de hóquei sobre o gelo unificado, anunciou na sexta-feira um ministro sul-coreano.

Tanto as entidades olímpicas quanto a Coreia do Sul buscam a participação do Norte, que boicotou as Olimpíadas de verão de Seul 1988. A edição de inverno de 2018 está sendo apresentada como Jogos da Paz.

Há dois anos, as tensões na península coreana estão no auge por conta do programa nuclear norte-coreano. A situação piorou com a chegada do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao poder.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212