Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Goiás investe R$ 80 mi na construção de Cases para menores em conflito com a lei - Jornal Brasil em Folhas
Goiás investe R$ 80 mi na construção de Cases para menores em conflito com a lei


O Governo de Goiás investiu, em 2017, quase R$ 80 milhões na construção, ampliação e adequação de unidades socioeducativas para menores em conflito com a lei. São oito Centros de Atendimento Socioeducativos (Cases), e duas casas de semiliberdade. Uma será inaugurada na próxima sexta-feira (19), localizada no setor Chácara do Governador.

As unidades são coordenadas por um grupo específico criado pela Secretaria Cidadã, o Grupo Executivo de Apoio à Criança e ao Adolescente (Gecria). Durante 2017, o Gecria atuou na adequação, ampliação e reforma do Case de Goiânia, que já foi entregue e está funcionando, com investimento de R$ 2.870.768,10; e na conclusão e modernização do Case de Anápolis, também já em funcionamento, com capacidade de 66 vagas para o público juvenil masculino e 14 para o feminino.

O Gecria trabalhou, também, na construção da Casa de Semiliberdade situada no setor Chácara do Governador, com investimento de R$ 736.072,99; na construção de uma Casa de Semiliberdade no setor Cidade Jardim, no valor de R$ 744.912,05, e deu andamento às obras dos Cases de Caldas Novas, Itaberaí, Porangatu, Rio Verde, São Luis de Montes Belos. Em Anápolis, o Centro Socioeducativo local já foi entregue.

Chácara do Governador

A Casa de Semiliberdade vai ofertar 20 vagas para menores do público masculino em conflito com a lei. Estão sendo investidos R$ 739 mil, em uma área de 298 metros, em padrões preconizados pelo Estatuto da Criança e Adolescente (ECA). Diferentemente do Case, na Casa de Semiliberdade os jovens vivem sob o seguinte regime: participam de atividades socioeducativas externas durante o dia, frequentam escolas e cursos de educação profissional, e retornam para dormir na casa. Nos Cases, o regime é fechado por um período de até três anos.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212