Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Sistema de Água de Corumbá IV deve funcionar em seis meses - Jornal Brasil em Folhas
Sistema de Água de Corumbá IV deve funcionar em seis meses


O governador Marconi Perillo, o vice-governador José Eliton, os ministros Alexandre Baldy (Cidades) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) e o governador Rodrigo Rollemberg (DF) vistoriaram hoje a Estação de Tratamento de Água de Valparaíso de Goiás, do Sistema Produtor Corumbá IV, que vai fornecer água para municípios goianos do Entorno e da região do Distrito Federal pelos próximos 30 anos. Num primeiro momento, 1,3 milhão de pessoas serão beneficiadas (50% em Goiás e 50% no Distrito Federal) e, na segunda etapa, 2,5 milhões serão atendidas.

Corumbá IV, orçada em R$ 550 milhões, divididos de forma igualitária entre os governos de Goiás, Distrito Federal, com aporte da União, dará vazão a cerca de 30% do total captado hoje no DF. Já está com 60% dos serviços de captação de água executados, 97% da adutora construída, e previsão de entrega para agosto de 2018 (primeira etapa).

“Eu consegui antecipar a entrega dos materiais elétricos com os fabricantes, que são feitos por encomenda; a parte física está quase concluída, os recursos assegurados, e por isso eu acredito que vamos antecipar de dezembro para agosto a inauguração dessa obra”, ressaltou Marconi.

Em Goiás serão atendidas famílias de Valparaíso de Goiás, Cidade Ocidental, Luziânia e Novo Gama. No DF, moradores do Gama, de Santa Maria e do Recanto das Emas. “O Ministério das Cidades vai garantir que não falte recursos para a conclusão dessa obra, que poderá ser antecipada, assim como liberamos R$ 250 milhões para obras de saneamento em Aparecida de Goiânia e R$ 110 milhões para Anápolis”, afirmou o ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

O vice-governador José Eliton vê na parceria de Corumbá IV “o exemplo de que o esforço conjunto fornece o alicerce para que os anseios da sociedade sejam atendidos”, e destacou ainda que “daqui até junho, nós vamos imprimir uma maratona de inaugurações em todas as regiões do Estado de Goiás”.

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, disse que nunca houve na região “uma parceria tão significativa como essa, a maior comprovação de que quando governos trabalham juntos é a sociedade que sai ganhando. Nós queremos avançar também com o BRT ligando Brasília a Luziânia”.

Ao concluir seu discurso, Marconi disse que em breve vai passar o “bastão para o competente José Eliton, com avanços jamais vistos na história de Goiás”, e apresentou ao ministro Baldy as demandas do Estado nas áreas de habitação e transporte, segundo ele, “a pedido do ministro”.

Sistema Produtor Corumbá IV

O projeto é conjunto dos governos do Distrito Federal e de Goiás e executado por meio do Consórcio Corumbá — Saneamento de Goiás S.A. (Saneago) e Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb).

Compete à Saneago a captação hídrica e a construção de 12,7 quilômetros da adutora. Outros 15,3 quilômetros são de responsabilidade da Caesb, assim como a estação de água.

O caminho da água começa no Lago Corumbá IV, em Luziânia (GO), passa pela estação de bombeamento e vai para a de tratamento. De lá, segue para os locais que abastecerá. “Nós temos que tocar mais obras com o essa aqui, que geram empregos, riqueza e melhora a infraestrutura do país”, salientou o ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência).

Serão captados 2,8 mil litros de água por segundo na primeira etapa dos trabalhos, sendo 1,4 mil para o DF e 1,4 mil para Goiás. Em um segundo momento, para além de 2018, chegará a 5,6 mil litros por segundo.

Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás


 

Últimas Notícias

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
Marcelo Piloto é extraditado do Paraguai para o Brasil
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212