Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Bannon se cala no Congresso americano sobre ingerência da Rússia - Jornal Brasil em Folhas
Bannon se cala no Congresso americano sobre ingerência da Rússia


Steve Bannon, o ex-assessor de Donald Trump, se negou nesta terça-feira a responder às numerosas perguntas dos legisladores sobre os vínculos da campanha eleitoral do atual presidente americano com a Rússia.

Bannon foi interrogado, durante mais de sete horas, por membros da Comissão de Inteligência da Câmara de Representantes.

Largamente descrito como a eminência parda da campanha de Trump até renunciar, em agosto passado, à chefia de estratégia da Casa Branca, Bannon evitou responder às perguntas recorrendo à prerrogativa presidencial, que permite ao presidente e a altos funcionários do Executivo omitir certas informações ao Congresso ou à Justiça.

Tudo o que ocorreu enquanto Steve Bannon esteve na Casa Branca ou durante a transição (presidencial), todas estas comunicações estão fora do nosso alcance. Há muitas perguntas para as quais não obtivemos resposta devido a esta nova teoria da prerrogativa presidencial, lamentou Jim Himes, membro democrata da comissão.

A negativa de Bannon em responder levou o presidente da Comissão, o republicano Devin Nunes, a emitir uma citação judicial para obrigá-lo a cooperar sob o risco de ser declarado em desacato.

O papel de Bannon na campanha eleitoral e na Casa Branca poderia proporcionar detalhes cruciais à Comissão, que investiga os contatos entre Trump e seus conselheiros com representantes russos durante a campanha presidencial de 2016.

Esta e outras comissões do Congresso investigam a suposta colusão da campanha de Trump com os russos para minar a candidatura da democrata Hillary Clinton.

Bannon, 64 anos, antigo confidente de Trump, foi uma poderosa figura na campanha à Casa Branca e nos primeiros meses de governo, quando defendeu um nacionalismo de linha dura que abalou a política doméstica e internacional dos Estados Unidos.

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212