Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Cidades dos EUA preparam segunda Marcha das Mulheres contra Trump - Jornal Brasil em Folhas
Cidades dos EUA preparam segunda Marcha das Mulheres contra Trump


Dezenas de milhares de pessoas se preparam para se manifestar nas ruas de diferentes americanas em uma segunda Marcha das Mulheres, neste sábado (20), um ano depois do protesto maciço que desafiou Donald Trump logo após sua chegada na Casa Branca.

As organizadoras esperam mobilizar eleitores para a votação de meio de mandato em novembro deste ano, com protestos previstos em mais de 300 cidades do país que acontecem simultaneamente, ao auge dos movimentos contra o abuso sexual #MeToo (Eu Também) e #TimesUp (Acabou o Tempo).

Em 21 de janeiro de 2017, um dia depois da posse de Trump, mais de três milhões de pessoas participaram da Marcha das Mulheres em todo o país para expressar sua oposição ao novo presidente republicano, segundo estimativas do jornal Washington Post.

A maior manifestação aconteceu em Washington DC, a capital do país, onde um mar de mulheres - e vários homens - vestindo gorros cor de rosa com orelhas de gato, conhecidos como pussy hats, paralisaram o centro do poder nos Estados Unidos.

Em um jogo de palavras por conta de declarações de Trump dizendo que ele poderia pegar pela xoxota (by the pussy, no original em inglês) e com impunidade as mulheres que desejava, os gorros se tornaram um símbolo de oposição ao presidente.

Neste ano, todas as atenções estarão em Las Vegas, no estado de Nevada, onde um francoatirador protagonizou em outubro de 2017 o tiroteio mais fatal da história do país, com 58 mortos e mais de 500 feridos.

O estado de Nevada votou a favor da derrotada candidata democrata Hillary Clinton nas eleições presidenciais e elegeu a primeira senadora latina do país, a democrata Catherine Cortez Masto, neta de um imigrante mexicano.

O poder das urnas é o lema do protesto convocado em Las Vegas, que busca aumentar o número de eleitores registrados e envolver mais mulheres nas eleições de meio de mandato de 2018, nas quais um número recorde de candidatas femininas buscará a eleição.

Em 2018, devemos transformar nosso trabalho em ações diante das eleições de meio de mandato, disse Tamika Mallory, co-presidente da Marcha das Mulheres.

As organizadoras disseram ter escolhido Nevada como o coração de sua segunda marcha porque é um estado chave para o resultado das eleições que influenciarão o Senado em 2018 e tem uma forte rede de ativistas.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212