Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 FBI investiga uma segunda pessoa por massacre de Las Vegas - Jornal Brasil em Folhas
FBI investiga uma segunda pessoa por massacre de Las Vegas


O FBI abriu uma investigação contra uma segunda pessoa no caso do massacre de Las Vegas de outubro de 2017, que deixou 58 mortos e quase 500 feridos, informou nesta sexta-feira (19) o delegado Joe Lombardo.

O FBI tem um caso aberto contra um indivíduo de interesse federal, disse Lombardo ao apresentar um relatório preliminar sobre a investigação, no qual indicou que Marilou Danley, companheira do agressor, Stephen Paddock, não será acusada.

Lombardo explicou que as autoridades acreditam que Paddock foi o único a disparar de um quarto do hotel Mandalay Bay contra um festival de música country em 1 de outubro do ano passado.

Ele morreu antes de as autoridades chegarem ao quarto.

Sei e acredito que há um único suspeito, que matou 58 pessoas e feriu outras centenas. Todas as provas recuperadas neste caso apoiam essa teoria, indicou o delegado.

Lombardo comentou o relatório de 80 páginas, produto de uma investigação que inclui cerca de 2 mil pistas e mais de 20 mil horas de vídeo.

Tivemos muito trabalho tentando juntar as peças do que aconteceu, disse o delegado, que dirige o Departamento de Polícia de Las Vegas.

O relatório não responderá todas as perguntas nem mesmo à pergunta mais importante sobre por que fez isso, especificou.

Até agora, as autoridades sustentam a teoria inicial de que o massacre não foi motivado por ideologia ou radicalização, apesar de o grupo extremista Estado Islâmico ter afirmado em um comunicado que Paddock, de 64 anos, era um de seus soldados.

Não havia carta de suicídio nem um manifesto, contou o delegado.

Lombardo apenas adiantou que Paddock, um aposentado e apostador compulsivo que tomava remédios para ansiedade, havia perdido um montante significativo de sua riqueza perto da data do massacre, o que pode ter sido um fator.

As autoridades encontraram na análise das buscas de Paddock na internet várias páginas de operações de grupos de elite da polícia, assim como outros possíveis lugares para atacar.

Recuperamos várias fotos de pornografia infantil, esclareceu.

Seu irmão, Bruce Paddock, foi detido em 25 de outubro em Los Angeles sob suspeita de posse de pornografia infantil, após uma investigação iniciada antes do massacre.

 

Últimas Notícias

John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
Ex-comandante da Marinha é indicado para o conselho da Petrobras
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212