Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 “Vamos proteger todos movimentos sociais”, diz José Eliton em reunião com comunidades negras e povos tradicionais - Jornal Brasil em Folhas
“Vamos proteger todos movimentos sociais”, diz José Eliton em reunião com comunidades negras e povos tradicionais


“Vamos seguir com o compromisso de proteger todos os movimentos sociais”, afirmou o vice-governador José Eliton, na manhã desta segunda-feira, dia 22, durante apresentação do Plano de Trabalho Político e Social 2018 das Comunidades Negras e dos Povos Tradicionais. O secretário de Governo, Tayrone Di Martino, coordenou a reunião.

O encontro, realizado no Auditório Jornalista Jayme Câmara, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, teve por objetivo discutir o combate ao racismo e a discriminação racial, assim como assegurar os direitos da população negra e indígena e as comunidades tradicionais (quilombolas, ciganas e de religiões de matriz africana), bem como fiscalizar a execução das ações.

“Ratificamos o compromisso voltado para a proteção social e das diversas expressões culturais que são próprias do ser humano”, disse Eliton. “São elementos da expressão da brasilidade que precisam ser protegidos”, discorreu. “O trabalho de vocês é a voz de milhares de pessoas em Goiás”, destacou.

Participaram, ainda, do encontro, entre outros representantes, o presidente do Conselho Estadual da Promoção da Igualdade Racial, Aluísio Arruda; a líder da Comunidade Quilombola, Divina Aparecida; e o 1º Vogal do Fórum da Frente Afro, Elmo Rocha; além de associações, movimentos, comunidades e lideranças afro-religiosas.

O vice-governador lembrou da comunidade quilombola de Baco Pari, em Posse, além do Vão das Almas, de Cavalcante, “expressões próprias de um tempo que precisamos guardar”. Segundo ele, “por meio da comunidade pode-se ver a esperança no olhar das pessoas”. Ele completou que “dá para perceber a vontade de manter viva as tradições daquele povo”. Por fim, reforçou que “sempre percebeu a manifestação de força, tenacidade e esperança dos povos tradicionais que querem proteger a sua cultura”.

O Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Conir) foi criado pela Lei nº 16.230 de 08 de abril de 2008, regulamentado pelo Decreto nº 6.768 de 29 de julho de 2008, no âmbito da então Secretaria de Políticas para Mulheres e Promoção da Igualdade Racial (Semira), (atual Secretaria Cidadã).

O Conir é conquista da luta histórica do movimento negro de Goiás por políticas públicas voltadas para a população negra, comunidades tradicionais (quilombolas, ciganas e de religiões de matriz africana) e indígenas, bem como um importante espaço de Controle Social.


 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212