Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Direita colombiana chefiada por Uribe disputará eleições com um candidato - Jornal Brasil em Folhas
Direita colombiana chefiada por Uribe disputará eleições com um candidato


A direita colombiana liderada pelo ex-presidente Álvaro Uribe, contrário ao acordo de paz com a ex-guerrilha da Farc, afirmou nesta segunda-feira (22) que definirá nas urnas em março um candidato único para as eleições presidenciais de maio.

A coalizão da direita definirá um candidato entre a ex-ministra Marta Lucía Ramírez, o senador Iván Duque e o ex-procurador Alejandro Ordóñez, informou no Twitter o ex-presidente Álvaro Uribe (2002-2010), que promove a aliança junto ao ex-presidente Andrés Pastrana.

A consulta será realizada em 11 de março, quando está previsto que se realizem as eleições legislativas e a dois meses do primeiro turno das eleições presidenciais, onde será eleito o sucessor de Juan Manuel Santos.

Santos conclui em agosto seu segundo mandato de quatro anos e, por lei, não poderá se candidatar para um novo mandato.

Ramírez, advogada de 63 anos, foi ministra de Comércio Exterior no governo de Pastrana (1998-2002), de Defesa no de Uribe (2002-03) e senadora (2006-09).

Duque, um advogado de 41 anos, é senador pelo Centro Democrático, o partido liderado por Uribe.

Conhecido por suas ideias ultraconservadoras, o também advogado Ordóñez, de 62 anos, ocupou durante oito anos o cargo de procurador-geral, que na Colômbia se encarrega de monitorar os funcionários públicos.

Em setembro de 2016, renunciou ao cargo após uma decisão de um alto tribunal que decretou irregularidades em sua candidatura à reeleição como procurador.

Os três candidatos anunciaram sua intenção de modificar parte do acordado por Santos no final de 2016 com as poderosas Farc, já desarmadas e transformadas em partido político.

Pela direita também participa Germán Vargas Lleras, ex-vice-presidente de Santos, que se afastou de seu ex-chefe e não fechou as portas para uma aliança com os candidatos de Uribe e Pastrana.

O ex-prefeito de Medellín Sergio Fajardo, parte de uma coalizão de centro-esquerda, lidera as pesquisas recentes com 16,6% das intenções de voto, seguido pelo ex-guerrilheiro e ex-prefeito de Bogotá Gustavo Petro (14,2%).

Ramírez tem 6,9% das intenções de voto, Duque, 6,8%, Vargas Lleras, 6,6%, e Ordóñez, 2,3%, segundo uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212