Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 BNDES confirma pedido ao Banco Central para emitir Letras de Crédito Imobiliário - Jornal Brasil em Folhas
BNDES confirma pedido ao Banco Central para emitir Letras de Crédito Imobiliário


O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já pediu duas vezes ao Banco Central (BC) este ano para emitir Letras de Crédito Imobiliário (LCI). A informação foi confirmada hoje (23) pelo presidente do banco, Paulo Rabello de Castro, e pelo diretor da área financeira, Carlos de Freitas.

As LCIs são títulos de crédito de renda fixa lastreados por crédito imobiliário, garantidos por hipoteca ou por alienação fiduciária de imóvel. Esses títulos são emitidos apenas com a aprovação do BC.

O BNDES pretende emitir esse tipo de título por considerar que tem custo baixo, mas ainda depende da aprovação do Banco Central, segundo os executivos. Inicialmente, a emissão prevista para este ano seria de R$ 5 bilhões a R$ 6 bilhões.

Paulo Rabello de Castro foi um dos palestrantes no Seminário Brasil: Imperativo Renascer, realizado nesta manhã no auditório da Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj).

Com os recursos obtidos por meio das LCIs, o BNDES pretende reforçar o caixa e garantir a devolução de R$ 130 bilhões à União neste ano, disse Carlos Thadeu.

“Esses títulos têm um custo barato, bem barato, e o banco este ano deve pagar ao tesouro R$ 130 bilhões. Então, tem que ter funding. Esse é o funding que o banco quer e também precisa”.

De acordo com o diretor, a maior parte do pagamento do banco à União deve se dar no segundo semestre, mas ainda está sendo analisada a possibilidade de se pagar uma primeira parcela até julho.

Ainda segundo Thadeu, apesar da busca de recursos para reforçar o caixa, o BNDES não vai recorrer à emissão de títulos para o mercado externo neste ano, por considerar o custo dos impostos muito alto.

Edição: Luana Lourenço

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212