Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 BNDES confirma pedido ao Banco Central para emitir Letras de Crédito Imobiliário - Jornal Brasil em Folhas
BNDES confirma pedido ao Banco Central para emitir Letras de Crédito Imobiliário


O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já pediu duas vezes ao Banco Central (BC) este ano para emitir Letras de Crédito Imobiliário (LCI). A informação foi confirmada hoje (23) pelo presidente do banco, Paulo Rabello de Castro, e pelo diretor da área financeira, Carlos de Freitas.

As LCIs são títulos de crédito de renda fixa lastreados por crédito imobiliário, garantidos por hipoteca ou por alienação fiduciária de imóvel. Esses títulos são emitidos apenas com a aprovação do BC.

O BNDES pretende emitir esse tipo de título por considerar que tem custo baixo, mas ainda depende da aprovação do Banco Central, segundo os executivos. Inicialmente, a emissão prevista para este ano seria de R$ 5 bilhões a R$ 6 bilhões.

Paulo Rabello de Castro foi um dos palestrantes no Seminário Brasil: Imperativo Renascer, realizado nesta manhã no auditório da Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj).

Com os recursos obtidos por meio das LCIs, o BNDES pretende reforçar o caixa e garantir a devolução de R$ 130 bilhões à União neste ano, disse Carlos Thadeu.

“Esses títulos têm um custo barato, bem barato, e o banco este ano deve pagar ao tesouro R$ 130 bilhões. Então, tem que ter funding. Esse é o funding que o banco quer e também precisa”.

De acordo com o diretor, a maior parte do pagamento do banco à União deve se dar no segundo semestre, mas ainda está sendo analisada a possibilidade de se pagar uma primeira parcela até julho.

Ainda segundo Thadeu, apesar da busca de recursos para reforçar o caixa, o BNDES não vai recorrer à emissão de títulos para o mercado externo neste ano, por considerar o custo dos impostos muito alto.

Edição: Luana Lourenço

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212