Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Oi anuncia perdas na geração de caixa dos meses de outubro e novembro de 2017 - Jornal Brasil em Folhas
Oi anuncia perdas na geração de caixa dos meses de outubro e novembro de 2017


Duas semanas após a homologação do processo de recuperação judicial, a Oi informou que teve uma queda na geração de caixa nos meses de outubro e novembro. Em comunicado encaminhado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e divulgado pelos administradores judiciais da empresa na noite de ontem (22), foi reportado que a geração de caixa operacional líquida do grupo foi negativa em R$ 454 milhões em novembro, após resultado também negativo de R$ 238 milhões em outubro.

De acordo com a empresa, a redução se deu em razão do menor número de dias úteis ante outubro. Ainda de acordo com o comunicado, a rubrica de recebimentos teve redução de R$ 204 milhões, alcançando R$ 2,689 bilhões. Os investimentos foram de R$ 391 milhões, ante R$ 410 milhões em outubro. Enquanto isso, a conta de pagamentos teve alta de R$ 31 milhões, chegando a R$ 2,75 bilhões.

O resultado das operações mostra que a operadora teve uma perda, em novembro, de R$ 447 milhões em seu caixa, recuando para R$ 6,877 bilhões. Mesmo assim, o valor ainda é superior aos R$ 4,2 bilhões que a empresa disse ter no caixa em junho de 2016, quando entrou em recuperação judicial.

Société Mondiale

O fundo Société Mondiale, do empresário Nelson Tanure, reduziu participação na Oi. Em comunicado divulgado na noite dessa segunda-feira (22), a operadora informou que o fundo vendeu, no dia 19 de janeiro, 30% dos papéis da Oi que detinha.

Após a venda de 13 milhões de ações ordinárias, o Société, que antes tinha 5,28%, passou a deter o equivalente a 3,67% do capital social da empresa.

Em carta à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o fundo disse que a redução não visa a alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da operadora.

A redução também ocorreu alguns dias depois da homologação do plano de recuperação judicial da Oi no dia 8 de janeiro pelo juiz da 7ª Vara Empresarial do Rio, Fernando Viana.

Plano de recuperação

A aprovação do plano de recuperação judicial da Oi pôs fim a uma pendenga judicial, iniciada em junho de 2016. A disputa em torno dos rumos da maior operadora de telefonia do país terminou na segunda quinzena de dezembro, quando a assembleia de credores aprovou o plano de recuperação judicial da empresa.

Com dívidas acumuladas de mais de R$ 64 bilhões com 55 mil credores entre pessoas físicas e jurídicas, a Oi conseguiu costurar um acordo trocando boa parte das dívidas com seus credores por participação no capital da companhia.

Entre outros pontos, o plano homologado prevê a redução da dívida financeira em cerca de 50%, de R$ 49,4 bilhões para R$ 23,9 bilhões; o aporte de R$ 4 bilhões de recursos novos por credores e acionistas, com possibilidade de capitalização de R$ 2,5 bilhões adicionais via mercado de capitais; e a conversão da dívida até o limite de 75% do capital da operadora, permitindo que a Oi seja efetivamente adquirida pelos credores.

Disputa com a Anatel

Durante esse período, a Oi travou uma intensa disputa judicial com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em torno de uma dívida de cerca de R$ 14 bilhões em multas e créditos tributários.

A Anatel lutou na Justiça para que o montante fosse retirado da dívida da empresa. Para resolver o impasse com as multas da Anatel, o governo, por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), chegou a considerar uma medida provisória que permitisse o parcelamento dos créditos. Mas a iniciativa foi descartada.

Ante o resultado da assembleia em que votou contra o plano de recuperação, a Anatel disse que recorrerá judicialmente assim que sair a homologação da proposta pela Justiça e que continuará cobrando juros das multas em atraso.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212