Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Mesquita defende que TCM monitore Goiás Mais Competitivo e Inovador - Jornal Brasil em Folhas
Mesquita defende que TCM monitore Goiás Mais Competitivo e Inovador


O secretário de Gestão e Planejamento Joaquim Mesquita defendeu, nesta quarta-feira, dia 24, que o Tribunal de Contas do Município (TCM) auxilie o governo no acompanhamento dos indicadores das Alianças Municipal pela Competitividade do Programa Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI). Durante exposição do programa aos conselheiros e equipe técnica do órgão, Mesquita sugeriu que o TCM “inclua em seu radar a evolução dos indicadores” do programa.

Mesquita apresentou detalhes da Aliança Municipal em reunião realizada no auditório do órgão. “Ao longo da estruturação do Goiás Mais Competitivo e Inovador, que começou em 2015 por determinação do governador Marconi Perillo, percebemos que muitos dos indicadores dependiam de ações dos gestores municipais, principalmente nas áreas de educação, saúde, segurança e habitação”, explicou.

A partir daí o GMCI idealizou a Aliança Municipal, para atrair os prefeitos ao programa. A partir dessa percepção, foram realizados pactos e acordos com os gestores municipais e criado o Caderno de Entregas, no qual constam o diagnóstico e estratégias de ação para cada município.

Atualmente, a Aliança Municipal tem 24 municípios prioritários e 56 municípios focais. “Ela (a Aliança Municipal) permitiu ao Governo do Estado apoiar esses municípios. As equipes técnicas da Segplan e das secretarias finalísticas atuam conjuntamente com representantes dos municípios, prestando qualificação aos gestores locais e fazendo o acompanhamento das ações”, resumiu o secretário.

Presidente do TCM, Joaquim de Castro Neto, disse que essa é uma oportunidade do órgão de ampliar a sua atuação diante da sociedade. “O momento exige que o Tribunal não se limite a um órgão de análise fria das gestões, mas que amplie sua atuação e comece a fazer mais parcerias e que nosso trabalhe impacte mais diretamente na vida dos cidadãos”, afirmou.

Além dos presidente do Tribunal, também participaram da reunião os conselheiros Daniel Goulart e Valcenor Brás. A Segplan foi representada pelo superintendente da Central de Planejamento, Gustavo de Pina, e por Janine Zaiden, chefe de Núcleo da Central de Resultados, estrutura da pasta responsável pelo Goiás Mais Competitivo e Inovador.


 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212