Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 EUA adota novas sanções contra Coreia do Norte e empresas chinesas - Jornal Brasil em Folhas
EUA adota novas sanções contra Coreia do Norte e empresas chinesas


Os Estados Unidos adotaram novas sanções contra empresas, indivíduos e navios norte-coreanos, assim como contra duas empresas comerciais chinesas, anunciou o Departamento de Tesouro nesta quarta-feira em um comunicado.

No âmbito das resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, o governo americano sanciona atores ilícitos em China, Rússia e outros lugares que trabalham por conta de redes financeiras norte-coreanas e solicita sua expulsão dos territórios onde residem, afirmou Steven Mnuchin, secretário americano de Tesouro.

A estratégia dos Estados Unidos para a Coreia do Norte foi endurecer, nos últimos meses, as sanções, freando seu comércio e impondo restrições aos navios que chegam aos seus portos.

As sanções congelam ativos de entidades e indivíduos incluídos em uma lista suja e proíbem cidadãos americanos de comercializar com eles. Elas afetam nove empresas, duas das quais chinesas.

A Chengxing Trading Co., com sede em Pequim e Dandong, e a Jinxiang Trade Co são acusadas de terem vendido 68 milhões de dólares em mercadorias para a Coreia do Norte e de ter importado 19 milhões de dólares entre 2013 e 2017.

Também estão na lista 16 indivíduos, em sua maioria norte-coreanos, alguns deles estabelecidos na China e na Rússia, bem como diversas empresas marítimas norte-coreanas e seis navios.

Entre os indivíduos sancionados estão sete representantes do conglomerado estatal norte-coreano Ryonbong, presente em várias cidades chinesas, assim como outros quatro diretores financeiros do banco Daesong, residentes em Shenyang (China).

Um vice-cônsul de Pyongyang no porto russo de Nakhodka e dois representantes do grupo industrial Ryonbong, com sede em Vladvostok (Rússia) e em Abjasia também foram sancionados, assim como o ministro de Petróleo norte-coreano.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212