Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Paris acolhe reunião sobre o Iêmen com americanos e sauditas - Jornal Brasil em Folhas
Paris acolhe reunião sobre o Iêmen com americanos e sauditas


Os ministros das Relações Exteriores de Reino Unido, Estados Unidos, Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos se reuniram nesta terça-feira (23) à noite em Paris para buscar uma solução política para o conflito no Iêmen, informaram fontes convergentes.

Essa reunião, organizada pelo chefe da diplomacia britânica Boris Johnson, aconteceu na embaixada do Reino Unido em Paris. Vários ministros haviam participado horas antes na capital francesa do lançamento de uma iniciativa internacional contra as armas químicas, especialmente na Síria.

Os conflitos na Síria e no Iêmen criaram duas das piores crises humanitárias atuais. Não pode haver uma solução militar para esses conflitos, somente soluções políticas pacíficas e bem negociadas podem pôr fim ao sofrimento, disse Johnson em um comunicado.

O secretário de Estado americano Rex Tillerson também participou dessa reunião sobre o Iêmen.

Falamos dos objetivos cruciais compartilhados no Iêmen que são, antes de tudo, o apoio às medidas tomadas nas últimas semanas para facilitar o acesso humanitário, explicou à imprensa um alto funcionário do Departamento de Estado americano, que celebrou as recentes decisões da Arábia Saudita.

Riad lidera a coalizão árabe que intervém no Iêmen desde março de 2015 para ajudar as forças governamentais diante dos rebeldes xiitas huthis. A Arábia Saudita, criticada pelos bombardeios que mataram milhares de civis no país vizinho e pelo bloqueio imposto, anunciou nesta segunda-feira uma nova ajuda humanitária de 1,5 bilhão de dólares para os iemenitas.

Arábia Saudita e Estados Unidos acusam o Irã, grande rival regional de Riad, de entregar armas aos rebeldes huthis. A proliferação iraniana deve terminar. E se não acabar, deve ter consequências, advertiu o alto funcionário americano.

 

Últimas Notícias

Governadores do Nordeste fecham agenda única para levar a Bolsonaro
Marcha da Consciência Negra pede democracia, direitos e fim do racismo
Bolsonaro diz que vai seguir normas legais para indicação à PGR
Projeto que flexibiliza Lei da Ficha Limpa é arquivado do Senado
Conselho de Ética da Câmara arquiva representação contra Laerte Bessa
Reunião do Escola sem Partido é novamente suspensa em comissão mista
Eunício e equipe do futuro governo voltam a discutir cessão onerosa
Brasil encerra o ano com vitória sobre Camarões por 1 a 0

MAIS NOTICIAS

 

Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
 
 
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
 
 
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
 
 
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados
 
 
Bolsonaro confirma Mandetta para a Saúde
 
 
México habilita 26 empresas brasileiras para compra de carne de frango

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212