Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Merkel e social-democratas retomam negociações para formar governo - Jornal Brasil em Folhas
Merkel e social-democratas retomam negociações para formar governo


A chanceler alemã Angela Merkel entrará nesta sexta-feira na fase final das negociações para formar um governo, após meses de conversas difíceis que enfraqueceram sua imagem, tanto na Alemanha como no exterior.

Os social-democratas aceitaram no domingo negociar um acordo detalhado para formar uma nova grande coalizão com os conservadores de Merkel.

Caso as conversas tenham um final positivo, Merkel poderá iniciar o quarto mandato à frente da maior potência econômica europeia.

A chanceler expressou o desejo de concluir as negociações até 11 de fevereiro. Mas as divergências que persistem entre os social-democratas e os conservadores, assim como as profundas divisões dentro do SPD a respeito da repetição da aliança com o partido da chanceler, podem prolongar os debates.

A impaciência começa a ser percebida no país.

Sentimos que a população na Alemanha espera agora, mais de quatro meses depois das eleições legislativas, a instauração de um novo governo, declarou esta semana o presidente Frank-Walter Steinmeier.

As últimas eleições, marcadas pelo avanço da extrema-direita e o retrocesso dos grandes partidos tradicionais, impediram uma maioria clara na Câmara Baixa do Parlamento e deixaram um país em uma situação de bloqueio inédita.

Merkel, que não conseguiu formar um governo entre conservadores, liberais e ecologistas em novembro, não pode fracassar novamente com os social-democratas.

Obrigada a dirigir um governo protocolar desde outubro, a chanceler reconheceu na quarta-feira no Fórum de Davos que a ausência de Executivo estável a deixava sem meios de ação.

Ela disse que um país que deseja contribuir para moldar a globalização deveria poder atuar as 24 horas do dia.

A chanceler, que há poucos meses era considerada a governante mais poderosa da Europa, e até do mundo segundo parte da imprensa americana, perdeu parte de sua aura por culpa de seus problemas internos.

Outro presidente ocupa há alguns meses o espaço de Merkel, o francês Emmanuel Macron, de acordo com a revista alemã Der Spiegel.

Para o jornal americano The New York Times, o presidente francês reivindica agora a posição de líder do mundo livre.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212