Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Washington adota sanções contra autoridades russas e ministros separatistas ucranianos - Jornal Brasil em Folhas
Washington adota sanções contra autoridades russas e ministros separatistas ucranianos


O Tesouro americano anunciou nesta sexta-feira novas sanções relacionadas ao conflito na Ucrânia e à anexação da Crimeia por Moscou, visando autoridades russas e ministros separatistas.

Algumas dessas novas sanções financeiras, que visam um total de 21 pessoas e nove entidades, dizem respeito a quatro turbinas fabricadas pela Siemens alemã e desviadas, segundo os Ocidentais, à Crimeia para fornecer energia aos territórios anexados pela Rússia.

O governo americano está determinado a preservar a soberania e a integridade territorial da Ucrânia e visa aqueles que estão tentando minar os acordos de Minsk, assinado no início de 2015 para tentar resolver o conflito que se arrasta desde 2014, afirmou o secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, em um comunicado.

Aqueles que fornecem bens, serviços ou suporte material a pessoas e entidades sancionadas pelos Estados Unidos para suas atividades na Ucrânia vão estar expostos a sanções americanas, advertiu.

As novas medidas dizem respeito, em primeiro lugar, a onze líderes separatistas: ministros das autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Lugansk, no leste da Ucrânia, bem como o governador de Sebastopol, na Crimeia, todos acusados ​​de terem bloqueado a paz ou de exerceram funções governamentais em território ucraniano sem a permissão de Kiev.

O vice-ministro russo da Energia, Andrei Tcherezov, e um chefe de departamento no mesmo ministério também estão na lista de sancionados. Eles já haviam sido punidos pela União Europeia por desviar as turbinas a gás da Siemens para a Crimeia.

Sergei Topor-Gilka, diretor-geral da Technopromexport, subsidiária do conglomerado estatal russo Rostec e comprador das turbinas, também é alvo das medida americanas.

A transferência de turbinas para a Crimeia no verão passado é contrária ao contrato de venda, lembra o Tesouro americano, que justifica que elas arriscam contribuir para a anexação da Crimeia pela Rússia, fornecendo uma fonte independente de energia na Crimeia e em Sebastopol.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212