Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ofensiva do Têt, chave para a guerra do Vietnã há 50 anos - Jornal Brasil em Folhas
Ofensiva do Têt, chave para a guerra do Vietnã há 50 anos



Há 50 anos, em 30 de janeiro de 1968, véspera do Ano Novo Lunar chamado Têt no Vietnã, as forças comunistas norte-vietnamitas lançaram uma ofensiva geral surpresa, que marcaria a virada da guerra.

- O que foi esse momento decisivo? -

Apesar das baixas humanas significativas (estimadas em pelo menos 58 mil mortos entre os combatentes norte-vietnamitas), a vantagem tática tomada durante esse ataque surpresa de dezenas de milhares de combatentes permitiu às tropas do Norte recuperar mais de cem localidades das forças do Sul, apoiadas pelos Estados Unidos.

Também deu força aos partidários de uma retirada dos Estados Unidos do Vietnã, marcando um ponto de virada na guerra psicológica. O ano de 1968 foi o mais mortal do conflito para os americanos.

Eles cometeram o erro tático de se preparar para um ataque em torno da bacia de Khe Sanh, na linha divisória entre o Vietnã do Norte e do Sul. Enquanto isso, as tropas norte-vietnamitas sitiaram Saigon e Hue, cidades estratégicas.

Os soldados norte-vietnamitas, que até então tinham estado limitados às áreas rurais, lideraram com a ofensiva Tet, pela primeira vez, um ataque geral, inclusive nas cidades.

Mas a população do Vietnã do Sul estava longe de ser conquistada para a causa comunista. E a luta urbana mais sangrenta e mais longa ocorreu em Hue, a antiga capital imperial.

- Como tantas tropas do Norte conseguiram se infiltrar no Sul? -

Muitos combatentes conseguiram atravessar as linhas inimigas disfarçando-se de civis, alguns com roupas femininas ou até mesmo disfarçados de soldados do Sul.

Eles conseguiram esconder armas sob suas vestes, em suprimentos de comida, em barco ou caminhão.

Os Estados Unidos detectaram alguns movimentos, mas subestimaram as ambições e as capacidades do Norte.

Os comunistas também foram ajudados pela rede de espiões instalada no Sul e, em particular, muitas mulheres, vendedoras ambulantes em Hue, capazes de fornecer informações sobre as tropas do Sul.

- Quem venceu? -

Atualmente, a ofensiva do Têt é celebrada como uma vitória do Norte pelos herdeiros do regime comunista da época, que seguem no poder em Hanoi, no Vietnã unificado.

Mas o que a História oficial costuma silenciar é que a ofensiva em si, apesar de ter tido um impacto de longo prazo, foi um fracasso militar em um primeiro momento.

Foi apenas em abril de 1975 que a guerra do Vietnã terminou.

 

Últimas Notícias

Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida
Bolsonaro reitera que decisão sobre médicos cubanos é humanitária

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212