Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Tribunal Constitucional espanhol suspende posse de Puigdemont - Jornal Brasil em Folhas
Tribunal Constitucional espanhol suspende posse de Puigdemont


O Tribunal Constitucional espanhol anunciou neste sábado a suspensão da posse, prevista para terça-feira, de Carles Puigdemont, exilado na Bélgica, como presidente da Catalunha.

O ex-presidente, destituído pelo governo espanhol após a proclamação da independência da Catalunha em 27 de outubro, foi para a Bélgica antes da publicação de uma ordem de detenção.

Eçe foi o único candidato o posto de presidente do parlamento regional. A posse estava prevista para terça-feira no Parlamento, onde os separatistas são maioria. Puigdemont desejava fazer o juramento por videoconferência, ou sendo representado por outro deputado.

Após horas de debates dos onze juízes presentes da instância, o Tribunal o impede.

O Tribunal Constitucional, por unanimidade, suspende preventivamente a posse de Puigdemont salvo se comparecer pessoalmente ao Parlamento com autorização judicial, indica a corte em um comunicado difundido ao final da longa reunião.

A única possibilidade aberta no momento para que Puigdemont seja nomeado presidente da região autônoma seria o seu regresso à Espanha, onde ele seria preso para, em seguida, solicitar liberdade provisória para comparecer no Parlamento.

Os Magistrados consideram imperativo que Puigdemont vá pessoalmente à Câmara e que, para isso, obtenha autorização prévia do juiz que está conduzindo o processo criminal em que sua detenção foi acordada por rebelião e sedição, afirma o texto.

Os magistrados alertam os outros membros do Parlamento catalão sobre as responsabilidades, inclusive as criminais, de que podem incorrer se desobedecerem essa suspensão.

O Tribunal evitou pronunciar-se imediatamente sobre um recurso controverso formulado pelo governo de Mariano Rajoy com o qual procura desafiar a nomeação de Puigdemont como candidato.

Os magistrados têm dez dias para decidir se aceitam examinar o recurso, apresentado apesar da notificação desfavorável do Conselho de Estado, órgão consultivo do governo.

Nesse intervalo, o tribunal examinará o recurso interposto pelos deputados do partido Puigdemont, Junts per Catalunya, em resposta ao governo espanhol. Os magistrados explicam que aceitaram ouvir os argumentos dos deputados, incluindo Carles Puigdemont.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212