Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Rio inicia vacinação de meninas contra HPV - Jornal Brasil em Folhas
Rio inicia vacinação de meninas contra HPV


A campanha vai seguir a orientação do Ministério da Saúde, que adotou o esquema vacinal de duas doses. A segunda dose deve ser tomada seis meses após a primeira. Antes, eram aplicadas três doses. Alguns países adotaram esta recomendação, porque do ponto de vista público, se a gente tiver mais de 80% de cobertura vacinal e, com isso, diminuir a circulação do vírus, o esquema de duas doses é considerado eficaz”, explicou a presidenta da Sociedade Brasileira de Imunizações (Sbim), Isabella Ballalai.

A vacina protege contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do HPV. Os 16 e 18, que são responsáveis por 70% dos casos de câncer de colo do útero no Brasil, e o 6 e 11, que não causam câncer, mas causam as verrugas genitais, que não são tão graves como o câncer do colo do útero, mas é uma das doenças mais comuns na população mundial. É uma doença sexualmente transmissível”, disse a pediatra.

Escolas

O governo municipal irá intensificar a campanha este mês, mas a vacina está disponível nos postos de saúde durante todo o ano. “A vacina faz parte do calendário e no momento em que a menina quiser procurar a unidade de saúde, em qualquer mês, ela vai ser vacinada. Neste mês de março, a gente faz uma intensificação das ações com divulgação, com informação e palestras e a vacinação nas escolas municipais”, disse a coordenadora do Programa de Imunizações do município do Rio, Nadja Greffe.

Neste mês, as meninas que não forem vacinadas, poderão receber a primeira dose nas unidades de Atenção Primária, como clínicas da família e centros municipais de saúde e também nas escolas da rede municipal. Quem já tomou a primeira dose, devem ir aos postos para receber a segunda, levando a caderneta ou comprovante de vacinação. De acordo com a pediatra Isabella Ballalai, mesmo que esteja em atraso para a segunda dose, a menina pode buscar tomar a vacina sem ter de começar a contar um novo período.

“Vacinar as meninas contra o HPV é permitir que a gente tenha uma redução esperada de pelo menos 70% dos casos de câncer de colo de útero no futuro quando forem mulheres adultas. É protegê-la também contra o câncer de ânus, de boca, de ovário de vagina”, destacou a pediatra.

Desde 2014, equipes de saúde vão às escolas para vacinar as estudantes. A gente sente que ainda é tímida a visita da menina, do grupo adolescente à unidade de saúde. Ir ao ambiente em que se encontre esse grupo reunido e a vacinação sendo feita de forma coletiva, a menina com suas amigas, agrega mais a adesão e o entendimento da importância”, disse a coordenadora Nadja Greffe. Os pais são avisados previamente da ação para poder autorizar a aplicação da vacina nas filhas.

Adolescentes

A vacina também estará disponível para adolescentes e mulheres que tenham vírus HIV, na faixa etária de 14 a 26 anos, desde que apresentem uma declaração médica recomendando a imunização. “O esquema para elas é de zero, dois e seis meses, quer dizer, a segunda dose, dois meses, e a terceira seis meses depois da primeira dose”, explicou Isabella Ballalai.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212