Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Morre aos 91 anos Ingvar Kamprad, fundador da rede sueca de móveis Ikea - Jornal Brasil em Folhas
Morre aos 91 anos Ingvar Kamprad, fundador da rede sueca de móveis Ikea


O fundador da rede sueca Ikea, Ingvar Kamprad, um filho de fazendeiros que acabou se tornando bilionário e revolucionou a venda de móveis, faleceu aos 91 anos, deixando um vasto império investigado por suas práticas fiscais.

Um empreendedor único, nas palavras do primeiro-ministro sueco, Stefan Löfven, que participou na exportação da Suécia para o mundo, segundo o rei Carlos XVI Gustavo da Suécia.

Kamprad, da província pobre de Smaland (sul), faleceu em 27 de janeiro após uma curta doença, anunciou a Ikea neste domingo em um comunicado.

O empresário morreu devido a uma pneumonia, detalhou posteriormente seu amigo Bertil Torekull ao jornal sueco Aftonbladet.

Ele se tornou um dos homens mais ricos do mundo propondo móveis originais, pensados para ser montados pelo usuário e a preços econômicos.

Em 2017, a fortuna do empreendedor sueco era de 43,3 bilhões de francos suíços (46,3 bilhões de dólares), situando-o na terceira posição dos bilionários europeus, segundo a revista suíça Bilan.

Ingvar Kamprad foi também um pioneiro da otimização fiscal. Em 1973, se mudou da Suécia para a Dinamarca e em 1977 se instalou na Suíça, onde viveu até 2014.

A organização difusa da sua empresa chama a atenção. As funções executivas, a estratégia e a concepção dos produtos se encontram na Suécia, mas do ponto de vista jurídico e contável, a Ikea está dividida em fundações e empresas na Holanda, Luxemburgo, Suíça e Liechtenstein.

A Comissão Europeia abriu em dezembro de 2017 uma investigação sobre o tratamento fiscal que a Holanda dá à Ikea, que afirma respeitar as regras europeias.

Em outro escândalo, em 1994, um jornal revelou os vínculos de Kamprad em sua juventude com um grupo nazista da Suécia durante e depois da Segunda Guerra Mundial. Em uma carta a seus colaboradores, Kamprad disse que este havia sido o maior erro da sua vida.

A história da Ikea começou em 1943, quando o jovem Ingvar, então com 17 anos e pouco interessado pelos estudos, preferiu se dedicar ao comércio.

Ingvar se esforçava para vender mais barato que a concorrência produtos como palitos de fósforos, cadernos, artigos de decoração e máquinas de escrever, entre outros.

Em 1947 começou a oferecer móveis e, quatro anos depois, publicou seu primeiro catálogo, cuja tiragem atual é de 200 milhões de exemplares.

Em 1956, um funcionário teve a ideia de desmontar os pés de uma mesa para que coubesse no porta-malas de um automóvel. Assim começou a trabalhar o conceito de móvel para montar, mais fácil e barato de armazenar e transportar, até transformá-lo em uma arte.

Na década de 1960, começou uma expansão internacional desenfreada, convencido de que a fórmula de preços baixos, redução de custos, padronização, autofinanciamento e desenho escandinavo poderia funcionar em qualquer lugar.

A partir de 1970 conquistou a Suíça, Austrália, Canadá, França, Estados Unidos, Rússia, Ásia, Oriente Médio... Hoje, o grupo Ikea conta com 403 lojas em todos os continentes - embora na América Latina só esteja presente na República Dominicana -, tem 190.000 funcionários e gera um volume de negócios anual de 38 bilhões de euros.

Na década de 2010, Kamprad começou a se retirar do negócio, cuja direção passou para seus três filhos.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212