Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 O filme Baixo Centro, de Belo Horizonte,vence a Mostra de Cinema de Tiradentes - Jornal Brasil em Folhas
O filme Baixo Centro, de Belo Horizonte,vence a Mostra de Cinema de Tiradentes


Encerrada neste fim de semana, a 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes premiou filmes de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Ao todo, produções audiovisuais de 14 estados e do Distrito Federal foram exibidas no evento.

A Mostra Aurora, um dos principais atrativos do festival, reúne longas-metragem de diretores em início de carreira e o prêmio é concedido por um júri formado por críticos. O vencedor foi o filme Baixo Centro, de Ewerton Belico e Samuel Marotta. Trata-se de uma produção de Belo Horizonte ambientada no centro da capital mineira.

Na disputa da Mostra Foco, o curta-metragem Calma, produção do Rio de Janeiro dirigida por Rafael Simões, foi o agraciado pelo mesmo júri de críticos. Já na Mostra Olhos Livres, o longa-metragem paulista Inaudito, de Gregorio Ganarian, foi o eleito pelo júri jovem, composto por universitários que foram selecionados a partir da participação de uma oficina.

O público também pode escolher os seus prediletos. A votação popular consagrou o curta-metragem mineiro A Retirada para um Coração Bruto, de Marco Antônio Pereira, e o longa Escolas em Luta, documentário paulista de Eduardo Consonni, Rodrigo Marques e Tiago Tambelli.

Por fim, o Troféu Helena Ignez ficou com Júlia Katharine, roteirista e protagonista do longa-metragem Lembro Mais dos Corvos, de Gustavo Vinagre. Criado no ano passado, o prêmio é destinado a uma mulher que tenha atuado na produção de obras concorrentes da Mostra Foco e da Mostra Aurora. A agraciada precisa ter destaque em funções como direção, direção de fotografia, montagem, roteiro, entre outras.

Chamado realista

Neste ano, a Mostra de Tiradentes ocorreu entre 19 e 27 de janeiro e celebrou os 300 anos de Tiradentes (MG). A programação contou com 102 filmes, sendo 72 curtas-metragem e 30 longas. Além das sessões cinematográficas, o público teve a oportunidade de acompanhar diversos debates, intervenções e performances artísticas, apresentações musicais e outras atividades, todas gratuitas.

Em sua 21ª edição, o festival produzido pela Universo Produções, com apoio do Ministério da Cultura, se debruçou sobre a temática chamado realista. A mostra também homenageou o ator Babu Santana e deu destaque às discussões sobre a presença dos negros no audiovisual brasileiro.

Edição: Valéria Aguiar

 

Últimas Notícias

Temer deixa prédio da Polícia Federal no Rio
Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212