Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 BID anuncia financiamento de R$ 617 milhões para controle de pragas e de doenças - Jornal Brasil em Folhas
BID anuncia financiamento de R$ 617 milhões para controle de pragas e de doenças


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento receberá um aporte de US$ 195 milhões (aproximadamente R$ 617 milhões) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para ações de defesa agropecuária no país. Pelo acordo, celebrado nesta segunda-feira (29) em Brasília, o governo brasileiro se compromete com um valor adicional de US$ 5 milhões, totalizando US$ 200 milhões em investimentos.

A maior parte do financiamento (US$ 160 milhões) será usada para o controle e erradicação de pragas vegetais e de doenças de animais (como febre aftosa), além do fortalecimento das ações de fiscalização e defesa agropecuária feitas pelo ministério.

Outra parte dos recursos (US$ 35 milhões) será aplicada na melhoria do Sistema Brasileiro de Vigilância e Emergências Veterinárias (Sisbravet), implantação do Parque Tecnológico em Defesa Agropecuária, vinculado ao Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro) de Pedro Leopoldo, em Minas Gerais, e do Centro Regional de Avaliação de Risco. Os US$ 5 milhões de contrapartida do governo brasileiro serão direcionados a gastos com equipamentos e infraestrutura.

O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Luis Rangel, informou que os recursos serão liberados de forma parcelada e condicionada ao cumprimento das metas. “A novidade é o fato de ser feito como contraprestação de serviço. Apresenta-se um programa, criam-se indicadores submetidos ao financiador, demonstram-se avanços para, então, receber as parcelas restantes”.

Segundo o secretário, o BID tem esse conceito, “que garantiu um salto em países como Peru e México, do ponto de vista da defesa”. De acordo com a assessoria do ministério, os recursos deverão ser liberados ao longo dos próximos três anos.

O desembolso inicial do BID será até 15% do total. O cronograma e os detalhes sobre o financiamento e início do repasse serão definidos por técnicos do banco e do ministério ao longo desta semana.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212