Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Delegações chegam a Sochi para negociar a paz na Síria - Jornal Brasil em Folhas
Delegações chegam a Sochi para negociar a paz na Síria


As delegações chegavam nesta segunda-feira à estação balneária russa de Sochi, na véspera de uma reunião de paz sobre a Síria, com ambições claramente reduzidas pela ausência dos principais opositores ao regime do presidente sírio Bashar al-Assad.

O emissário especial da ONU, Staffan de Mistura, encontrou, ao chegar, cartazes gigantes desejando paz ao povo sírio.

Mas o Comitê de Negociações Sírias (CNS), que representa os principais grupos de oposição, e os curdos se negaram a participar, o que põe em dúvida a esperança de se obter um avanço concreto em Sochi.

Este novo episódio nas negociações parece confirmar, dias depois do fracasso das conversações em Viena promovidas pela ONU, a impossibilidade de alcançar uma solução política para este conflito que já deixou mais de 340.000 mortos desde 2011.

Rússia, padrinho desta reunião junto ao Irã e a Turquia, anunciou ter convidado mais de 1.600 pessoas, mas que espera a chegada de apenas 350.

Moscou, aliado político e militar de Assad, organiza o congresso do diálogo nacional sírio, que visa a reunir os representantes do governo e dos rebeldes para definir uma nova Constituição para o país.

Depois do fracasso em Viena, Nasr Hariri, chefe das negociações do CNS, anunciou que nenhum de seus emissários iria a Sochi.

Mais de 30 grupos rebeldes sírios também declinaram o convite russo.

Estas recusas são testemunhas de que é pouco provável que haja avanços imediatos para uma solução política na Síria, admitiu o porta-voz do Kremlin, Dimitri Peskov.

A diplomacia russa, que promoveu o ciclo de negociações de Astana, já havia tentado organizar, em novembro, conversações entre o regime e os rebeldes sírios em Sochi, mas o projeto foi classificado como uma piada de mau gosto pela oposição síria.

As potências ocidentais se mostraram céticas em relação a esta nova iniciativa e temem que enfraqueça as discussões promovidas pela ONU em Genebra e que vise a obter um acordo de paz vantajoso para o regime de Damasco.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, enviou, no entanto, Staffan de Mistura, afirmando que Moscou assegurou que o encontro de Sochi é uma contribuição às negociações de Genebra.

O chanceler russo, Serguei Lavrov, participará representando Moscou.

As ausências são o testemunho de que é pouco provável que haja avanços imediatos sobre uma solução para a Síria, admitiu o porta-voz do Kremlin, Dimitri Peskov.

A Rússia se converteu num dos atores inevitáveis do conflito na Síria desde que lançou, em setembro de 2015, uma campanha militar em apoio a Assad.

Ajudou o regime a retomar a maioria dos territórios conquistados pelo grupo Estado Islâmico (EI) e a enfraquecer grupos rebeldes.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro elogia Mandetta e Wagner Rosário, ministros anunciados hoje
Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212