Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Polícia faz ações em Angra dos Reis após confrontos entre traficantes - Jornal Brasil em Folhas
Polícia faz ações em Angra dos Reis após confrontos entre traficantes


As polícias Civil e Militar de Angra dos Reis, na região sul do estado do Rio de Janeiro têm feito ações diárias para combater as ações criminosas após conflitos entre traficantes que aconteceram no último fim de semana. As disputas por pontos de tráfico têm gerado um clima de medo entre os moradores da região.

As operações têm acontecido diariamente desde sexta-feira (29). Uma ação da Polícia Civil apreendeu ontem (30) 10 carros roubados usados pelas quadrilhas, além de uma pistola, uma réplica de fuzil e 166 papelotes de cocaína. A Polícia Militar também tem feito ações na região, mas encontra dificuldades porque os traficantes se escondem na área de Mata Atlântica quando percebem a chegada do efetivo policial.

Os traficantes do Comando Vermelho e do Terceiro Comando disputam o domínio dos pontos de venda de drogas em vários bairros do município. Entre a noite de sexta-feira (26) e domingo (28), traficantes dos bairros Areal, Manguinhos e Frade, trocaram tiros com a facção rival pelo controle da venda de drogas na localidade Sapinhatuba 2 e 3.

Para chamar a atenção das autoridades, moradores revoltados com a violência foram para a rodovia Rio-Santos (BR-101) na sexta-feira à noite e atravessaram um ônibus na pista. A estrada ficou interditada por cerca de uma hora e só foi liberada pouco depois das 21h, com a chegada das equipes da Polícia Rodoviária Federal.

Na noite do domingo (28), houve novo tiroteio, entre traficantes do Comando Vermelho e do Terceiro Comando Puro, pelo controle dos pontos de venda de drogas na comunidade do bairro Belém.

Angra dos Reis é um município localizado no sul do estado e faz limite com os municípios de Paraty, Rio Claro e Mangaratiba no lado do Estado do Rio e, no lado paulista, com as cidades de Bananal e São José do Barreiro. Devido à beleza de suas praias e das regiões próximas, o local recebe turistas de todo o mundo. Possui 97 ilhas, muitas delas de propriedade de artistas e empresários. A maior delas é a Baía da Ilha Grande, um lugar paradisíaco cercado por 101 praias, algumas delas pouco habitadas.

Indignação

Por meio de nota, o prefeito de Angra dos Reis, Fernando Jordão, manifestou ao governador Luiz Fernando Pezão sua indignação contra a desorganização total na segurança pública em Angra dos Reis e exigiu mudanças imediatas no modo de combate à criminalidade na região, depois do enfrentamento entre facções criminosas no final de semana disputando o controle de comunidades da cidade.

O Estado não pode ficar inerte por maior que sejam suas dificuldades. Angra precisa ter a presença das forças nacionais, pois a segurança do cidadão do interior é tão importante como a do morador da zona sul do Rio de Janeiro, cobrou o prefeitpo no documento enviado ao governador Pezão.

Jordão disse ainda que a prefeitura de Angra, apesar de não ser sua responsabilidade legal, não se acomodou. Contratou e paga dezenas de policiais militares através do Programa de Integração na Segurança (Proeis), que reforçou a segurança em todo o município, inclusive na Ilha Grande. Mas é pouco. O batalhão da PM deveria ter mil policiais para atender somente ao município de Angra, mas infelizmente tem pouco mais de 400 homens para atender Angra, Paraty, Rio Claro e Mangaratiba. Isso ocorre desde as implantações das UPPs que desviaram policiais do interior para atuar nos morros cariocas.

A nota diz ainda que, em parceria com a iniciativa privada, está fazendo a manutenção e reforma dos veículos utilizados pelos policiais e que a prefeitura criou no ano passado a Superintendência de Segurança Pública, nomeando um policial militar com larga experiência em órgãos de inteligência para ser o interlocutor com as forças policiais. Além disso, está criando o Fundo Municipal de Segurança Pública, que receberá doações de empresários, empresas e veranistas para ampliar o combate ao crime na região.

Neste momento, o prefeito Fernando Jordão está reunido com autoridades da Secretaria de Segurança do Estado, relatando a situação caótica em que organizações criminosas se enfrentam pelo domínio das comunidades e bairros de Angra dos Reis e cobrando providencias imediatas.

Edição: Lidia Neves

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212