Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Secretário diz que Rio vive situação complexa na área de segurança - Jornal Brasil em Folhas
Secretário diz que Rio vive situação complexa na área de segurança


O secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, disse hoje (31) que o governo estadual vem “trabalhando para que instituições possam dar cada vez mais respostas” que visem o combate às ações do crime organizado no estado do Rio. Sá fez uma avaliação do conflito a partir do fechamento da Linha Amarela, uma das mais importantes estradas da capital fluminense, nesta quarta-feira. O confronto se deu após a morte de três traficantes da Cidade de Deus em troca de tiros com policiais militares.

Nós estamos trabalhando para que as instituições possam dar cada vez respostas a ações como estas e que as forças de segurança possam minimizar e, se possível, impedir que isto continue acontecendo. A policia do Rio, apoiada até por forças federais, faz o que está ao seu alcance para evitar que fatos como os de hoje continuem a acontecer, afirmou o secretário.

Ele comentou ainda ainda que o Rio vive uma situação complexa, onde somente no ano passado quase 500 fuzis apreendidos pelas forças de segurança.Numa situação complexa, enfrentando uma realidade de que a cada abordagem de carros suspeitos e apreensão de armas, tropeça-se em um fuzil, isso tem que gerar uma reflexão. Foram 499 fuzis apreendidos somente no ano passado”, afirmou.

O secretário disse também que a polícia está trabalhando para inverter esta situação, e lamentou que muitas das vezes se paga com a vida dos próprios PMs. O que dizer para uma viúva de um policial? A polícia está 24 horas por dia à disposição da sociedade para evitar casos como o ocorrido hoje, em que a Linha Amarela tem que ser fechada.

Roberto Sá afirmou que apesar de a PM trabalhar com estrutura precária, onde tem carro quebrado, helicóptero quebrado, chega a prender 4 mil pessoas por mês. “Nós apostamos muito na decisão do governador [Luiz Fernando Pezão] de criação do fundo estadual de segurança publica que vai dar ao gestor um mínimo de previsibilidade para poder trabalhar e de ter investimento para a polícia poder trabalhar, avaliou.

Ele fez estes comentários sobre o ocorrido na linha Amarela após participar de um seminário na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan). Lamentavelmente mais uma vez uma via importante ficou fechada em razão da violência, mas isto está acontecendo porque a polícia está ali trabalhando e tentando evitar que delitos aconteçam contra à sociedade”, disse.

Jungmann

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, que também participou do evento promovido pela Firjan, também lamentou o confronto na Linha Amarela. Lamento que isso esteja acontecendo [na Cidade de Deus], mas é a polícia trabalhando e fazendo o seu papel, limitou-se a comentar.

Na palestra, Jungmann afirmou ser inconcebível que o traficante Nem, encarcerado num presídio a mais de 5 mil quilômetros do Rio, consiga comandar uma das quadrilhas, inclusive dando ordens para que outros bandidos invadam a Rocinha, uma das maiore favelas da América do Sul, situada em São Conrado, na capital fluminense.

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212