Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Estados Unidos reforçam aliança com Catar em meio a crise no Golfo - Jornal Brasil em Folhas
Estados Unidos reforçam aliança com Catar em meio a crise no Golfo


Os Estados Unidos reforçaram, nesta terça-feira (30), sua aliança estratégica com o Catar, elogiada por seus esforços antiterroristas, poucos meses depois das críticas de Donald Trump e apesar da crise que perdura entre o emirado e a Arábia Saudita, grande aliada de Washington no Oriente Médio.

O Catar é um parceiro forte e um amigo dos Estados Unidos há muito tempo, esperamos que as discussões de hoje fortaleçam nossas relações estratégicas, declarou o secretário de Estado americano, Rex Tillerson, na inauguração do primeiro diálogo estratégico entre os dois países, que acontecem em Washington.

Esse relacionamento nem sempre esteve em um bom momento desde a chegada de Trump à Casa Branca, há um ano. Em maio, em um discurso em Riade, o presidente dos Estados Unidos pediu aos países muçulmanos que agissem decisivamente contra o extremismo religioso e a influência iraniana na região.

No começo de junho, a Arábia Saudita e seus aliados árabes usaram esse discurso para romper as relações com o vizinho Catar e impor um bloqueio econômico a esse pequeno emirado, acusado de apoiar o terrorismo e de ser próximo de Teerã.

As primeiras reações de Trump pedindo a Doha para interromper o financiamento ao terrorismo imediatamente fortaleceram a estratégia de isolamento do grupo de países árabes, apesar dos esforços da Tillerson para aliviar as tensões.

Desde então, o presidente dos Estados Unidos suavizou o tom e até propôs, em vão, a mediação americana para dar fim à crise do Golfo.

Hoje, o chefe da diplomacia dos Estados Unidos considera que, desde o discurso de Riade e do desafio lançado pelo presidente Trump a todos os nossos parceiros do Golfo, o Catar fez progressos importantes na luta antiterrorista.

O simples fato de realizar esse diálogo mostra que a relação entre o Catar e os Estados Unidos é muito profunda, muito estratégica em todos os níveis, afirmou a delegação de Catar.

Os dois países assinaram nesta terça-feira acordos para tornar este diálogo estratégico anual - o próximo acontecerá em 2019 em Doha -, reforçar a cooperação militar e em segurança e combater o tráfico de seres humanos.

A aproximação continua sob a sombra da crise entre Catar e o grupo de Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Egito e Bahrein.

Faz absoluta falta que os países do Golfo encontrem sua coesão para melhorar nossa eficácia em várias frentes, especialmente para combater o terrorismo, vencer o Estado Islâmico e frustrar a influência nefasta do Irã, disse o secretário americano de Defesa, Jim Mattis.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212