Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Pyongyang estaria perto de alcançar EUA com armas nucleares - Jornal Brasil em Folhas
Pyongyang estaria perto de alcançar EUA com armas nucleares


A Coreia do Norte rapidamente terá capacidade de atacar os Estados Unidos com uma arma nuclear, embora até o momento não tenha provado que seus mísseis balísticos possam chegar ao território americano, advertiram nesta terça-feira (30) autoridades militares e de Inteligência.

Pyongyang demonstrou que seus foguetes têm a potência suficiente para chegar até os Estados Unidos, mas o general Paul Selva, vice-presidente do Estado-Maior Conjunto, disse que ainda não provou que suas tecnologias de fusionar e dirigir podem sobreviver às tensões de voo de mísseis balísticos.

Fizeram alguns avanços, mas também é certo que ainda não mostrou todos os componentes de um sistema de mísseis balísticos intercontinental, assegurou Selva a jornalistas.

Tampouco está claro se a Coreia do Norte tem um dispositivo capaz de voltar a entrar na atmosfera terrestre do espaço e lançar uma ogiva.

É possível que (Kim Jong-Un, líder da Coreia do Norte) as tenha, assim temos que apostar ele as poderia ter, mas não demonstrou, disse Selva.

Em uma entrevista na BBC, o diretor da CIA, Mike Pompeo, advertiu que a Coreia do Norte está dando os últimos passos antes de conseguir a implantação de mísseis balísticos intercontinentais.

Desenvolvemos uma compreensão bastante clara da capacidade de Kim Jong-Un. E falamos de que terá a capacidade para fazer chegar em poucos meses armas nucleares aos Estados Unidos, assegurou Pompeo.

A Coreia do Norte provou no ano passado que seus mísseis balísticos tinham o potencial para alcançar o território americano e em setembro executou seu sexto e maior teste nuclear.

Kim desenvolveu novas técnicas para levar os mísseis à plataforma, motivo pelo qual os Estados Unidos e seus aliados têm apenas de 12 minutos para advertir do lançamento de um míssil, acrescentou Selva.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212