Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 MPF tem “extremado apego” à investigação sobre tríplex, diz defesa de Lula - Jornal Brasil em Folhas
MPF tem “extremado apego” à investigação sobre tríplex, diz defesa de Lula


A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva considerou hoje (1º) “descabida e censurável” a informação prestada pelos procuradores da Operação Lava Jato de que Lula é investigado pelo suposto recebimento de vantagens indevidas durante seu mandato. Para os advogados, o Ministério Público Federal (MPF) mostra “extremado apego e interesse incompatível com as funções ministeriais” no processo de investigação.

“É descabida e censurável a afirmação de que haveria suspeita de que o ex-presidente Lula teria recebido vantagens ilícitas durante o mandato presidencial, pois não há qualquer elemento concreto que possa dar suporte a essa afirmação, senão um exacerbado entusiasmo associado a um pensamento desejoso”, diz nota divulgada pelo Instituto Lula.

Ontem (29), em manifestação enviada espontaneamente à ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, na ação em que a defesa de Lula pede a suspensão da investigação, os procuradores defenderam a continuidade da apuração, que corre no MPF no Paraná e no Ministério Público de São Paulo (MPSP).

Para a defesa de Lula, a apuração não pode prosseguir, porque o MPF no Paraná, no âmbito da Lava Jato, e o MPSP investigam os mesmos fatos. O ex-presidente nega ser proprietário dos imóveis investigados.

“O Ministério Público Federal buscou tumultuar a tramitação da ação e a apreciação do pedido de liminar ao apresentar manifestação sem que houvesse determinação da ministra relatora, mostrando extremado apego e interesse incompatível com as funções ministeriais, que não pode escolher quem irá investigar”, sustentam os advogados.

A investigação no MPSP apura as transferências de empreendimentos da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) para a empreteira OAS. No MPF no Paraná, a Lava Jato apura supostas vantagens indevidas em um apartamento tríplex, no Guarujá (SP), onde Lula tinha uma cota-parte, e um sítio frequentado pelo ex-presidente em Atibaia, também em São Paulo.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212