Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Militares e moradores que ajudaram no socorro na tragédia em creche recebem medalha - Jornal Brasil em Folhas
Militares e moradores que ajudaram no socorro na tragédia em creche recebem medalha


A tragédia na creche Gente Inocente em Janaúba, na Região Norte de Minas Gerais, deixou 14 pessoas mortas e dezenas de feridos. O saldo poderia ser ainda pior se não fosse o ato heroico de militares e vizinhos do imóvel, que entraram para retirar crianças e funcionários. Prestes a completar quatro meses do ataque, 14 pessoas que participaram do resgate foram homenageadas nesta quinta-feira com a Medalha de Mérito da Defesa Civil. O ato, presidido pelo Governador Fernando Pimentel (PT), aconteceu no Palácio da Liberdade.

As cenas terríveis ainda estão na cabeça das pessoas que ajudaram no resgate. Entre eles estava o pedreiro Warley Oliveira Silva, de 28 anos, um dos homenageados. Ele conta que não pensou duas vezes ao ouvir os gritos vindo da creche. “Eu estava trabalhando e ouvi os gritos da professora e corri para dentro da escola. Fomos socorrendo a professora, as crianças, tentando apagar o fogo. Nunca vi aquilo na minha vida”, disse.

A mãe da auxiliar Jéssica Morgana da Silva Santos, uma das vítimas da tragédia, que morreu dois meses após o ataque, recebeu a medalha em nome da filha. Ela agradeceu a homenagem. “Foi uma tragédia muito grande, muito triste, que comoveu o mundo todo. Essa é uma homenagem muito bonita às pessoas que foram guerreiras, heroínas, que salvaram muitas vidas”, afirmou Maria Solange Ferreira Silva, de 44 anos.

Na cerimônia, o Pimentel destacou o ato dos militares e moradores. “Aqui, neste ano, estamos homenageando mineiros e mineiras que estavam em Janaúba, tragédia terrível que tirou a vida de 10 crianças inocentes e que o Estado teve que socorrer a tempo e a hora. Para fazer isso, muitas vezes, quem está lá presente é o cidadão comum, é a pessoa de todo dia que arrisca sua vida”, comentou. Dos 77 agraciados com a Medalha de Mérito da Defesa Civil, 14 ajudaram nos trabalhos de resgate e socorro médico na tragédia.

A tragédia aconteceu em 5 de outubro de 2017. O vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, entrou no imóvel com um frasco onde estava combustível. Ele atraiu as crianças para perto dele e ateou fogo em seu corpo. Ao todo, 10 crianças morreram, além de uma professora e duas auxiliares de classe. O autor do atentado também morreu.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212