Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Por que ter os dentes brancos não significa necessariamente que estejam saudáveis - Jornal Brasil em Folhas
Por que ter os dentes brancos não significa necessariamente que estejam saudáveis


A maioria de nós gostaria de ter um sorriso branco reluzente, capaz de causar inveja às celebridades de Hollywood.

Estudos mostram que 18% a 52% das pessoas estão insatisfeitas com a coloração de seus dentes.

Em países como os EUA, o branqueamento é um dos procedimentos dentários mais solicitados, enquanto os britânicos são muitas vezes alvos de piadas por seu sorriso amarelado.

O Brasil também possui um dos principais mercados do setor, concentrando o maior número de dentistas do mundo. Segundo a consultoria Euromonitor, são 240 mil ou 15% de todos os profissionais do planeta.

É de supor, portanto, que dentes brancos não sejam apenas atraentes, mas saudáveis.

A tonalidade de nossos dentes depende de sua cor intrínseca, influenciada em parte por nossos genes e nossa idade, combinada com manchas causadas pelo fumo, pela comida, pelas bebidas e até alguns medicamentos.

À medida que envelhecemos, nossos dentes também ficam cada vez mais amarelados, pois o esmalte começa a desaparecer, expondo a camada inferior, a dentina.

Manchas verdes

As manchas acabam se sobrepondo nos dentes amarelados. Alimentos como molhos à base de tomate e café deixam para trás compostos coloridos chamados cromogênios, enquanto bactérias e fungos podem causar manchas verdes, acinzentadas e com aparência peluda.

Muitos dos experimentos sobre a cor dos dentes foram realizados em tubos de ensaio em laboratórios, em vez de na boca de pessoas vivas.

Na maioria das vezes, dentes de vacas são usados, porque permitem aos pesquisadores estudar uma área de superfície maior. Mas dentes humanos também são analisados.

Um estudo realizado por Mark Wolff, da Universidade de Nova York, submergiu os dentes de vacas durante uma hora em chá preto, vinho tinto e vinho branco.

Não causou surpresa que o vinho tinto tenha deixado as manchas mais fortes. Surpreendentemente, o chá preto não manchou os dentes, a menos que tivesse sido precedido de vinho branco.

Segundo os cientistas, o teor de ácido do vinho fez com que o esmalte se tornasse um pouco mais poroso, permitindo, assim, que o chá deixasse sua marca.

Essas manchas à base de alimentos e bebidas podem descolorir os dentes, mas não indicam que eles não são saudáveis. Você pode ter dentes brancos reluzentes e ainda ter infecções de gengiva ou cáries.

Ao mesmo tempo, você pode ter dentes perfeitamente saudáveis que são brancos, amarelados ou até amarronzados.

Pontos escuros

Existe até mesmo um tipo de mancha que alguns pesquisadores acreditam que possa proteger nossos dentes contra as cáries.

Parece uma borda escura, às vezes observada na linha da gengiva, ou uma série de pontos escuros. É conhecida como mancha preta.

Embora sua causa venha sendo debatida há mais de um século, o entendimento médico é de que se trata de um tipo especial de placa formada por cálcio, fosfato, várias bactérias e uma combinação de ferro e cobre, o que dá origem à cor preta.

Curiosamente, alguns estudos - mas não todos - descobriram que crianças com manchas pretas são menos propensas a ter cáries. Acredita-se que os micróbios presentes ali podem servir como proteção.

É claro que, em alguns casos, a descoloração pode indicar apodrecimento ou outra doença. Por isso, é recomendável que as manchas sejam verificadas por um dentista.

Mas, assim como os dentes brancos não são necessariamente saudáveis, os manchados também não são necessariamente ruins.

Então, o que acontece se você ainda quiser dentes brancos reluzentes, independentemente do que dizem sobre sua saúde?

Há toda uma gama de intervenções de clareamento a partir de pastas de dentes, fitas e géis.

A maioria contém substâncias abrasivas que eliminam as manchas. Alguns até contêm um componente que adiciona um tom azulado aos dentes para neutralizar qualquer amarelamento, resultando em dentes que parecem ainda mais brancos.

Os profissionais tendem a oferecer tratamentos que usam agentes branqueadores mais fortes do que os encontrados nos tratamentos caseiros. Mas sua eficácia varia consideravelmente. O branqueamento também pode causar sensibilidade temporária nos dentes ou nas gengivas de algumas pessoas.

E, claro, a menos que você continue com um tratamento, a brancura só vai durar enquanto você evitar os alimentos e bebidas que causam as manchas.

Mas pelo menos você sabe que não apresentar aquele sorriso branco de Hollywood não significa que você não tenha dentes saudáveis.

 

Últimas Notícias

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
Marcelo Piloto é extraditado do Paraguai para o Brasil
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212