Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Mortes na Cidade de Deus e pânico na Linha Amarela - Jornal Brasil em Folhas
Mortes na Cidade de Deus e pânico na Linha Amarela


Rio de Janeiro. Três suspeitos morreram na quarta-feira (31) em confrontos com policiais militares na Cidade de Deus, na zona Oeste do Rio. Um deles era Rodolfo Pereira da Silva, o Rodolfinho, apontado como um dos chefes do tráfico de drogas na região. Em protesto, moradores colocaram barricadas na Linha Amarela, começou a ter interdições intermitentes a partir das 11h devido à operação para a retirada dos bloqueios e devido às trocas de tiros. A via chegou a ser fechada por três vezes e foi liberada por volta das 13h.

Por volta das 14h, moradores relataram que parte do comércio na comunidade estava fechada. O Globocop, helicóptero da TV Globo, flagrou homens armados circulando na comunidade. Uma das imagens mais fortes é a de uma mãe que deixou o carro onde estava e abraçou os dois filhos pequenos para protegê-los. Ela se sentou no asfalto e ficou encostada na mureta da via.

Os tiroteios causaram pânico entre os motoristas que estavam ao longo da via. Alguns abandonaram os carros e saíram correndo. Um reboque teve que retirar os veículos deixados na pista. Alguns carros voltaram pela contramão. A Linha Amarela é uma das principais vias expressas do Rio de Janeiro e liga a zona Oeste à zona Norte do Rio e à Ilha do Governador.

No Rio na quarta-feira, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, anunciou medidas que pretende tomar nos próximos meses para ajudar no combate ao crime no Estado. A primeira, segundo ele, será a atuação permanente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas vias expressas do Rio.

“Um outro aspecto é o bloqueio marítimo, que nós vamos fazer nas diversas baías. Um terceiro é aquilo que eu me referi à parte aérea, assim como uma corregedoria autônoma, integrada”, disse Jungmann. Durante palestra no Rio, o ministro afirmou que o sistema de segurança do Brasil está falido. “Nem (o traficante Antônio Bonfim Lopes) está a 5.000 km do Rio. Mesmo assim, declara uma guerra na Rocinha, o que leva as Forças Armadas a serem convocadas”, disse.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212