Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 PM atira em colega e o mata ao confundi-lo com criminoso em SP - Jornal Brasil em Folhas
PM atira em colega e o mata ao confundi-lo com criminoso em SP


Um policial militar de folga atirou em um colega de profissão, que também estava de folga, e o matou na manhã desta segunda-feira (29) após confundi-lo com um assaltante em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Segundo informações das Polícias Militar e Civil, o soldado Altieres Souza da Silva, de 33 anos, lotado no 31º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), de Guarulhos, deixou um bar na Rua Tapajós, no Jardim Barbosa, por volta das 5h30, com uma arma nas mãos, acompanhado de outro policial do 31º BPM/M. Ambos estavam à paisana.

Os dois PMs se dirigiam aos seus respectivos veículos, que estavam estacionados próximo a uma drogaria na Avenida Paulo Faccini, quando foram vistos por um terceiro soldado da PM, lotado no 42º BPM/M, de Osasco, na região metropolitana de São Paulo. Do outro lado da via e sem fardamento, o terceiro policial achou que Silva fosse assaltar o estabelecimento, aproximou-se e se identificou como PM.

Ainda de acordo com a polícia, Silva se virou com sua arma em direção ao policial que o abordou. Este, então, efetuou disparos que atingiram o tórax do soldado. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado ao Hospital Geral de Guarulhos (HGG), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Não foi divulgado se o policial que atirou no colega foi preso.

A Polícia Civil informou que o caso será investigado por meio de inquérito pelo 1° Distrito Policial (Centro) de Guarulhos. A corporação e a Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo informaram que o registro da ocorrência ainda estava em andamento no fim da tarde desta segunda.

Testemunhas foram ouvidas, e a equipe policial busca por imagens e outras testemunhas que possam colaborar com as investigações, declarou a SSP, em nota.

Já a Polícia Militar instaurou um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar os fatos. A Corregedoria da PM também acompanha as investigações.

A arma que Silva portava, uma pistola .40, pertencia à Polícia Militar. Já a que foi usada na ocorrência, também de calibre 40, era de propriedade particular e foi apreendida pela Polícia Civil. O soldado que acompanhava Silva também carregava uma pistola .40 de posse da PM.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212