Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Bolsa registra maior alta mensal desde outubro de 2016 - Jornal Brasil em Folhas
Bolsa registra maior alta mensal desde outubro de 2016


SÃO PAULO. A Bolsa brasileira teve em janeiro o melhor mês desde outubro de 2016, ao fechar o período com alta de 11,14%, impulsionada pelo otimismo que levou os mercados internacionais a baterem recordes seguidos e também após a confirmação, por unanimidade, da condenação do ex-presidente Lula, o que diminuiu a chance de que ele consiga disputar as eleições deste ano. O Ibovespa fechou nesta quarta-feira (31) em alta de 0,51%, aos 84.912 pontos. O volume financeiro da sessão ficou em R$ 12,6 bilhões, enquanto a média diária de janeiro estava em R$ 10,05 bilhões até o dia 30.

O dólar comercial fechou com avanço de 0,03%, para R$ 3,181. Em janeiro, a moeda recuou 4%, na maior desvalorização mensal desde julho (-5,9%). Já o dólar à vista, que encerra os negócios mais cedo, subiu 0,15%, para R$ 3,185. No mês, caiu 3,82% – também a maior queda desde julho.

A forte valorização do Ibovespa em janeiro impulsionou o ganho dos fundos de ações indexados, opção para quem quer investir em Bolsa e acompanhar o principal índice do mercado acionário brasileiro. Após o desconto de Imposto de Renda, o rendimento foi de 9,8%. O cenário externo e o fluxo de estrangeiros para o mercado brasileiro ajudou o Ibovespa a bater 12 recordes no mês e superasse os 85 mil pontos. Se corrigido pela inflação, porém, o índice ainda estaria bem abaixo dos 73.516 pontos atingidos em maio de 2008 – e que hoje equivaleriam a cerca de 130 mil pontos.

O bom humor no mercado global favoreceu os emergentes, principalmente os ligados a commodities. Mas o julgamento de Lula serviu como catalisador para o excesso de liquidez global. Havia um investimento represado e, após o julgamento, esse dinheiro chegou com mais ímpeto, afirma Raphael Figueredo, sócio-analista da Eleven Financial. Para ele, a perspectiva ainda é de valorização da Bolsa brasileira, mas com menos ímpeto que o verificado em janeiro. “Essa alta vem por uma expectativa no médio prazo. Ainda é preciso incorporar no preço os resultados corporativos do último trimestre e o crescimento da economia brasileira”, afirmou.

Juros futuros

Estabilidade. Após passarem a manhã em baixa, os juros futuros se acomodaram perto dos ajustes anteriores durante à tarde, com a maioria dos contratos encerrando o dia estáveis.
Das 64 ações, 33 subiram e 31 recuaram

SÃO PAULO. Das 64 ações do Ibovespa, 33 subiram e 31 caíram na quarta-feira. A maior alta do dia foi registrada pelas ações da Rumo, que subiram 4,93%. A Estácio Participações teve avanço de 3,98%, e a Localiza ganhou 3,95%. Na ponta contrária, a BRF caiu 3,15%. A Fibria recuou 2,82%, e a Qualicorp se desvalorizou 2,52%. As ações da Petrobras subiram, em dia de valorização do petróleo no exterior. Os papéis mais negociados avançaram 1,08%, para R$ 19,70. As ações ordinárias subiram 0,57%, para R$ 21,30.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212