Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 China inflaciona mercado da bola com valores astronômicos e preocupa até gigantes da Europa - Jornal Brasil em Folhas
China inflaciona mercado da bola com valores astronômicos e preocupa até gigantes da Europa


Se no ano passado os clubes da China causaram estrago no futebol brasileiro ao contratarem alguns dos melhores jogadores do Brasil, agora os asiáticos têm tirado o sono de potências da Europa. Turbinados com dinheiro das maiores empresas do país e incentivados pelo governo do presidente Xi Jinping, os chineses resolveram investir ainda mais no futebol e passaram a fazer propostas astronômicas que inflacionaram o mercado internacional.

Continua depois da publicidade
Hoje, por exemplo, o maior salário entre os jogadores de todo o mundo é do atacante argentino Carlitos Tevez, que receberá R$ 129,4 milhões por ano do Shangai Shenhua.

Na semana passada, Jorge Mendes, empresário do português Cristiano Ronaldo, revelou que foi oferecido ao craque do Real Madrid R$ 340 milhões por temporada.

A estimativa é de que até o fim de fevereiro, quando será encerrada a janela de transferência na China, os clubes do país gastem mais de 500 milhões de euros (R$ 1,7 bilhão) só na contratação de jogadores, superando os 300 milhões de euros (R$ 1 bilhão na cotação atual) do mesmo período do ano passado.

O primeiro grande negócio desta janela foi o meia Oscar, que trocou o Chelsea pelo Shanghai SIPG por 60 milhões de euros (R$ 204 milhões). A transação fez Antonio Conte, técnico do líder do Campeonato Inglês, lançar um alerta: “O mercado chinês é um perigo para todos os clubes do mundo”.

O Tianjin Quanjian simboliza bem a mudança de patamar das contratações feitas pelos chineses em relação à temporada passada. Em 2016, o clube gastou 16 milhões de euros (R$ 54 milhões), nas contratações de Geuvânio e Jadson, além da transferência sem custos de Luis Fabiano. Agora, fez uma proposta de 93 milhões de euros (cerca de R$ 320 milhões) pelo atacante Diego Costa, do Chelsea.

“Se um jogador vale R$ 2 milhões, o clube pede R$ 20 milhões para liberá-lo quando fica sabendo que tem uma equipe da China interessada porque eles têm muito dinheiro”, disse à reportagem do Estado o ex-jogador Scheidt, que atualmente é empresário e negocia a venda de jogadores para a Ásia. “Os chineses preferem os sul-americanos porque os europeus ainda não se corromperam.”

Entre os nomes de destaque na Europa que estão na mira dos clubes da China está o do brasileiro naturalizado português Pepe (Real Madrid). O Herbei Fortune está disposto a pagar 15 milhões de euros (R$ 51,5 milhões) anuais ao zagueiro.

APITO - A Liga chinesa também quer contratar árbitros para melhorar o nível do seu campeonato. O inglês Mark Clattenburg é um dos alvos. Árbitro da Fifa desde 2006, ele apitou a final do torneio de futebol dos Jogos Olímpicos de 2012, a Supercopa da Uefa de 2014 e as decisões da Liga dos Campeões e da Eurocopa de 2016.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212