Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Chile suspende participação em diálogo entre governo e oposição da Venezuela - Jornal Brasil em Folhas
Chile suspende participação em diálogo entre governo e oposição da Venezuela


O Chile anunciou nesta quinta-feira (1) que suspendeu indefinidamente sua participação no processo de diálogo entre o governo e a oposição da Venezuela. O país considera que surgiram obstáculos que impedem a garantia de eleições democratas, assinalou o subsecretário das Relações Exteriores, Edgardo Riveros.

Na quarta-feira, a Chancelaria chilena adiantou sua intenção de deixar o diálogo caso não fossem dadas as condições para assegurar eleições transparentes, enquanto transcorria a quinta rodada de negociações, finalizada sem um acordo na República Dominicana. As práticas seguirão agora por alguns dias em Caracas.

O governo do Chile suspendeu indefinidamente sua participação como acompanhante do diálogo governo-oposição da Venezuela, disse Riveros a jornalistas.

Surgiram obstáculos para alcançar um acordo sério e crível entre as partes, e que possibilite a realização das eleições presidenciais com essas características que assinalamos - livres e democráticas, que provocaram a retração do Chile, assegurou.

Apesar de seu afastamento, o Chile assegura que continuará à espera de possíveis avanços. A expectativa é que se possa chegar a construir um acordo para realizar essas eleições com parâmetros democráticos, acrescentou o diplomata chileno.

Na semana passada, o México - garantidor da oposição junto com o Chile - anunciou em Santiago a sua retirada do processo em rechaço ao adiantamento das presidenciais pelo governo de Maduro.

No último dia de negociações fora da Venezuela, o presidente dominicano anunciou na quarta-feira que restavam assuntos pendentes e que o diálogo continuaria em Caracas.

Após o anúncio, o principal delegado do governo venezuelano, Jorge Rodríguez, assegurou que havia sido assinado um pré-acordo, mas o chefe dos negociadores da oposição negou este avanço.

Paralelamente às negociações, Maduro se prepara para oficializar sua candidatura às presidenciais, enquanto a oposição ainda não definiu a forma de escolher seu candidato e permanece em dúvida sobre a maneira como seus partidos estarão habilitados para ir às urnas.

A Venezuela vive uma profunda crise política e econômica que mantém uma inquietação na comunidade internacional.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro participa no Chile de Cúpula Presidencial Sul-Americana
Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212