Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Governo cubano envia nota de protesto à embaixada dos Estados Unidos em Havana - Jornal Brasil em Folhas
Governo cubano envia nota de protesto à embaixada dos Estados Unidos em Havana


O Ministério das Relações Exteriores de Cuba informou ter enviado à embaixada dos Estados Unidos, em Havana, uma nota diplomática em repúdio à força-tarefa do governo norte-americano em prol de melhorias na internet da ilha.

A nota foi entregue na quarta-feira (31) ao encarregado de negócios dos Estados Unidos na ilha, o diplomata, Lawrence Gumbiner. Segundo informações publicadas pelo site da chancelaria cubana, a nota considera o plano dos Estados Unidos como uma violação da soberania nacional do país.

Na semana passada, Washington decidiu criar uma força tarefa com o objetivo anunciado de promover em Cuba, o fluxo livre e não regulado de informações. O plano anunciado no dia 23 de janeiro pelo departamento de Estado informou que funcionários do governo do Estados Unidos e entidades não-governamentais estavam engajados para a primeira reunião sobre o tema no próximo dia 7 de fevereiro.

A ideia da força-tarefa, segundo o governo americano é expandir o acesso à internet e fortalecer a mídia independente em Cuba. Para Havana, o ato foi considerada ofensa que desrespeita a competência nacional para regular os fluxos de informação e o uso dos meios de comunicação massivos.

A nota do Ministério de Relações Exteriores pediu que o governo norte-americano interrompa o que chamou de ações subversivas, intervencionistas e ilegais contra Cuba.

Os dois países retomaram relações diplomáticas em 2015, após diálogo liderado pelos presidentes Barack Obama e Raúl Castro. Obama chegou a visitar a ilha em 2016, mas depois que Donald Trump assumiu o governo norte-americano, a nova gestão fez críticas à decisão de Obama e também ao controle de informação e liberdades políticas na ilha.

De acordo com o governo cubano, o acesso à internet em Cuba tem aumentado. O jornal oficial Gramna informou que 40% da população tinha acesso garantido a internet na ilha em 2017, segundo a publicação, isso representa um crescimento de 37% com relação à 2010.

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
Ex-comandante da Marinha é indicado para o conselho da Petrobras
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212