Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 TRE consulta Pezão sobre necessidade de tropas federais durante eleições no Rio - Jornal Brasil em Folhas
TRE consulta Pezão sobre necessidade de tropas federais durante eleições no Rio


O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) informou hoje (31) que encaminhou ao governador Luiz Fernando Pezão ofício pedindo informações sobre o processo eleitoral deste ano no estado. O TRE questiona se é possível garantir a ordem apenas com as forças de segurança locais ou se haverá necessidade de pedir o reforço de tropas federais.

Caso o governo estadual reconheça a necessidade de ajuda do governo federal, o secretário de Segurança, Roberto Sá, deverá elaborar parecer expondo os fatos que justificam o pedido e enumerando as zonas eleitorais que demandarão apoio. O documento também precisa indicar o juiz eleitoral a quem o efetivo deverá se apresentar.

De posse do parecer, o TRE-RJ deve encaminhar a solicitação ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que irá examiná-la e, caso considere pertinente, fará a requisição ao governo federal. Ainda que o governo do Rio de Janeiro considere suficiente o contingente regional, o presidente do TRE-RJ pode optar por dar sequência ao pedido.

As eleições deste ano serão realizadas no dia 7 de outubro, em primeiro turno, e no dia 28, em caso de segundo turno. Os brasileiros vão eleger presidente da República, governadores, senadores e deputados federais, estaduais e distritais (no caso do Distrito Federal).

Coalizão

O anúncio foi feito após reunião da Coalizão Eleitoral, criada para definir a logística e as ações de inteligência das eleições de 2018 no Rio de Janeiro. Liderada pelo TRE-RJ, ela é composta ainda pela Procuradoria Regional Eleitoral, pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), pela Secretaria de Estado de Segurança e por instituições ligadas à segurança pública, como a Guarda Municipal, o Corpo de Bombeiros e as polícias Rodoviária, Federal, Civil e Militar.

Além de discutir a segurança do processo, a Coalizão Eleitoral trata do combate às fake news (notícias falsas) e a práticas que possam ameaçar a lisura da campanha eleitoral, como abusos religioso, político ou econômico.

O TRE-RJ não deu mais detalhes das questões tratadas na reunião desta quarta-feira. O tribunal informou apenas que foram debatidos outros assuntos estratégicos que não podem ser divulgados.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212