Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Polícia Civil de Goianira autua duas pessoas por propaganda enganosa de curso preparatório para concursos - Jornal Brasil em Folhas
Polícia Civil de Goianira autua duas pessoas por propaganda enganosa de curso preparatório para concursos


A Delegacia de Polícia de Goianira lavrou, nesta quarta feira, dia 31, termo circunstanciado de ocorrência em desfavor G.P.C, de 31 anos, e J.A.S., de 46 anos, pela prática de propaganda enganosa de curso preparatório para concursos militares. Os investigadores receberam a denúncia de que os indivíduos estariam fazendo propaganda enganosa, divulgando uma palestra em uma escola de Goianira, com o intuito de comercializar inscrições em curso preparatório on-line, à distância, através de cobrança de valores. De acordo com a denúncia, esse tipo de situação já ocorreu em outras cidades, gerando prejuízos aos consumidores, inclusive com prisões em flagrantes por acusação de estelionato.

O delegado Bruno Costa e Silva disse que foram apreendidos panfletos e constatou-se propaganda enganosa, caracterizada pelo excesso de informações sem clareza e precisão, alusão a valores de salários a serem recebidos, gratuidade dos serviços, gerando confusão e capazes de induzir os consumidores a erro. Testemunhas confirmaram que os indivíduos distribuíram os panfletos em escolas públicas na quarta-feira (31).

Nos ofícios encaminhados à escola pública e apresentados pelos autores, constam informações divergentes dos panfletos e consta ainda que o valor cobrado refere-se à inscrição em bolsas de estudos, quando na verdade, trata-se de aquisição de um curso on-line.

G.P.C. afirmou ser proprietário da empresa GOPEM (Grupo de Orientação Pré-Militar) e negou a prática do crime. Disse que presta serviços de curso preparatório on-line para concursos militares, cobrando o valor de R$ 200,00 por um ano de acesso ao material no site e que a palestra, que é gratuita, serve para dar informações sobre a carreira militar. Informou ainda que não tem conhecimento se algum aluno de seu curso tenha conseguido aprovação nos concursos. J.A.S. também se declarou inocente, disse que apenas ministra palestras e não tem envolvimento com o curso.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212