Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Número de assinantes da telefonia fixa cai 2,96% em 2017 - Jornal Brasil em Folhas
Número de assinantes da telefonia fixa cai 2,96% em 2017


O serviço de telefonia fixa terminou o ano de 2017 com queda de 2,96% no número de assinantes. No total, nos últimos 12 meses, houve redução de 1,2 milhão de linhas, fazendo com que o número de contratos do serviço terminasse o ano com 40,8 milhões de linhas em operação.

Os números, divulgados hoje (2) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), também mostram que, no ano, as empresas as autorizadas perderam 134,7 mil linhas, uma queda de 0,11%, e as concessionárias tiveram redução de 1,1 milhão de unidades, recuo de 4,48 %.

Entre os estados, São Paulo aparece na frente no que diz respeito à redução no número de linhas. Nos últimos 12 meses, com 412 mil linhas a menos, o estado apresentou uma queda de 2,61%. Em seguida, aparece o Rio de Janeiro, com menos 330,9 mil linhas, perda de 6,46%; seguido por Minas Gerais, com menos 109,3 mil e recuo de 2,74%.

Apenas três estados apresentaram crescimento: Santa Catarina, com 20,4 mil linhas fixas, aumento de 1,22%; Paraná, com mais 7,8 mil, acréscimo de 0,27%, e Acre, com mais 0,2 mil linhas, elevação de 0,24%.

Grupos

Entre as empresas que prestam o serviços na modalidade autorizada, a Algar Telecom liderou o crescimento da telefonia fixa, com aumento de 85,8 mil linhas, acréscimo percentual de 34,47%; em seguida vem a Vivo, com 11,6 mil, aumento de 0,24%, e da Oi, com 3,3 mil e percentual de 2,06%.

A Claro foi a empresa que mais perdeu clientes: houve redução de 249,2 mil, o que representa recuo de 2,24% na base de assinantes. Depois, veio a Tim, com menos 9,6 mil linhas e recuo de 1,4%.

Entre as concessionárias, a Algar Telecom apresentou resultado positivo. Na comparação de dezembro do ano passado com o mesmo mês de 2016, a companhia cresceu 22,5 mil unidades, aumento percentual de 3,07%; seguida da Claro, com 0,1 mil e aumento de 7,06%.

A Oi, que passou todo o ano em um tumultuado processo de recuperação judicial, teve a maior redução no número de clientes. Nos últimos 12 meses, foram 837,3 mil linhas fixas a menos, com recuo de 5,91%. Depois, veio a Vivo, com menos 291,4 mil, perda de 3,01%.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212