Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Estado do Rio de Janeiro confirma a 18ª morte por febre amarela - Jornal Brasil em Folhas
Estado do Rio de Janeiro confirma a 18ª morte por febre amarela


Um homem de 38 anos morreu de febre amarela em Angra dos Reis (RJ), na madrugada desse sábado (3). A informação foi dada pela Secretaria municipal de Saúde da cidade. Wosley Ferreira da Silva era morador da Praia do Provetá, na Ilha Grande, e estava internado no Hospital Geral da Japuíba, em Angra. Ainda segundo o órgão, a vítima esteve recentemente na Praia da Longa, também na Ilha Grande, onde foi confirmada a morte de um macaco por febre amarela. A suspeita é a de que Wosley tenha contraído a doença lá.

Com isso, sobe para 18 o número de mortos no Estado, sendo dez registrados em cidades do Sul do Rio. Na sexta-feira, um homem de 55 anos, que morava na área rural de Valença morreu. Ele estava internado em um hospital no Rio há mais de 20 dias.

Na semana passada já haviam sido confirmadas as mortes de uma pessoa de Rio das Flores e de um médico, de 62 anos, que estava no sítio dele no distrito de Sebollas, em Paraíba do Sul, e morreu por causa da doença. Nove pessoas estão internadas com a doença no Hospital Escola de Valença. Ainda segundo a Secretaria de Saúde, outras 13 pessoas também estão internadas na unidade com suspeita da febre amarela. A morte de Wosley acontece no auge da temporada de férias de verão, quando a Ilha Grande é muito procurada por turistas.

Mutirão. Nesse sábado (3), o Estado de São Paulo realizou o chamado “dia D” da vacinação contra a febre amarela em 54 cidades da Grande São Paulo, do Vale do Paraíba e da Baixada Santista. Até o dia 17 de fevereiro, o governo do estado pretende imunizar 9,2 milhões de pessoas. Para se vacinar, é preciso levar documento de identidade e carteiras do SUS e de vacinação.

A campanha será feita com a dose fracionada da vacina. Segundo o Ministério da Saúde, a dose fracionada tem eficácia de oito anos, e quem já se vacinou não precisa de nova imunização.


 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212