Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Dentes do Homem de Neandertal eram digeridos por grandes carnívoros - Jornal Brasil em Folhas
Dentes do Homem de Neandertal eram digeridos por grandes carnívoros


Como encontrar traços do Homem de Neandertal? Nos restos de alimentos excretados pelos grandes carnívoros, que o saborearam há cerca de 50.000 anos, segundo um estudo publicado na revista Paleo.

Ao escavar o sítio arqueológico de Pradelles, em Marillac-le-Franc, na Charente (oeste da França), os arqueólogos descobriram que os dentes identificados até então como dentes de leite de gado ou cervo eram na verdade dentes humanos.

Esses dentes, segundo os pesquisadores, passaram pelo trato digestivo de grandes carnívoros. Por causa do ataque da acidez e das enzimas dos sucos gástricos, esses dentes neandertalianos não se assemelhavam a dentes humanos, e por isso os pesquisadores os atribuíram ao gado ou cervo, explica Bruno Maureille, paleontólogo e coautor do estudo.

Para chegar a essas conclusões, a equipe internacional estudou as mudanças morfológicas que os dentes tiveram que sofrer desde a morte de seu dono. Eles também foram capazes de definir uma série de critérios que facilitarão sua identificação no futuro.

O esmalte dental é a parte mais resistente do corpo humano, o resto desapareceu totalmente durante o processo digestivo dos carnívoros, explica o paleontólogo.

Pode haver dentes humanos parcialmente digeridos em todos os depósitos entre o início da história da linhagem humana e o fim da existência dos grandes carnívoros (como a hiena das cavernas) há ao menos 12.000 anos, acredita o diretor de pesquisa do CNRS.

Isso enriqueceria enormemente o número de fósseis humanos que os pesquisadores tanto sentem falta.

O sítio arqueológico de onde vieram os dentes estudados é único, muito especializado, porque servia apenas como açougue para os neandertais que não moravam lá, mas o usavam para fazer os cortes de carne.

Os homens traziam as carcaças de renas para tratá-las e extrair um máximo de recursos, diz o arqueólogo que pesquisou o sítio por mais de 10 anos.

Mas as renas não eram as únicas a passar pelo corte neste local: supomos que os neandertais trouxeram alguns de seus contemporâneos a este depósito para cortá-los, assim como outros animais.

Então, se por acaso, os homens canibais não comiam tudo (...), os carnívoros chegavam e se aproveitavam do que os homens deixavam, explica o pesquisador.

E o homem de Neandertal era muito apreciado pelos grandes carnívoros.

Foram encontrados no sítio arqueológico mais de quinze dentes digeridos, explica Bruno Maureille.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212