Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Estrangeiros são vítimas de tiroteio motivado por ódio racial na Itália - Jornal Brasil em Folhas
Estrangeiros são vítimas de tiroteio motivado por ódio racial na Itália


Seis pessoas de origem africana folam baleadas neste sábado por um jovem vinculado à ultradireita em Macerata, centro da Itália, uma ação motivada por ódio racial, segundo autoridades.

O homem, que atirou de dentro do seu carro, foi preso sem oferecer resistência.

Há seis feridos, todos estrangeiros, informou o prefeito Romano Carancini após o tiroteio desta manhã, que gerou pânico no centro da cidade, de 43 mil habitantes.

Os seis feridos são cidadãos de Mali, Gana e Nigéria, segundo a agência de notícias Agi.

O suspeito, identificado pela imprensa como Luca Traini, 28, era interrogado pela polícia horas depois.

Foi um ato de evidente ódio racial, estimou o ministro italiano do Interior, Marco Minniti, após uma reunião com as forças de ordem locais.

O ataque é fruto de uma cultura de extremismo de direita com referências claras ao fascismo e nazismo, acrescentou o ministro, assinalando que o único vínculo entre as vítimas era a cor de sua pele.

O atirador foi preso na escadaria do monumento aos mortos da cidade, segundo imagens de TV.

Após parar seu carro em frente ao monumento, tirou o casaco, enrolou a bandeira italiana ao redor do pescoço, fez a saudação fascista e gritou Viva a Itália!, informou a imprensa local, citando testemunhas.

A polícia encontrou uma arma no carro do suspeito, que, segundo a imprensa, admitiu os fatos. Ele abriu fogo em oito pontos diferentes da cidade, e o escritório do Partido Democrata (centro-esquerda, no poder) teria sido um dos alvos.

Candidato da Liga Norte

Luca Traini foi candidato da Liga do Norte, partido de ultradireita antimigração e antieuropeu, nas eleições administrativas em uma localidade da região em 2017.

Alguém que atira é um criminoso, não importando a cor de sua pele, reagiu o responsável da Liga Norte, Matteo Salvini, que faz campanha eleitoral para as legislativas de 4 de março, antes de denunciar a invasão migratória na Itália.

O ódio e a violência não irão nos separar, declarou o chefe de governo italiano, Paolo Gentiloni.

Nenhuma ligação foi estabelecida pela polícia entre este tiroteio e uma notícia amplamente coberta há dois dias pela imprensa nacional.

Um traficante de drogas nigeriano de 29 anos, candidato ao asilo, foi preso na mesma cidade de Macerata por suspeita de assassinato de uma italiana de 18 anos cujo corpo foi encontrado na quarta-feira cortado em pedaços em várias malas.

A polícia encontrou nesta sexta-feira, na casa do nigeriano, roupas da vítima e uma faca com traços de sangue.

A jovem assassinada, Pamela Mastropietro, havia escapado segunda-feira de um centro de desintoxicação localizado em Corridonia, localidade onde o suspeito do tiroteio disputou eleições.

Ele estava apaixonado por uma jovem romana com problemas de toxicomania, afirmou ao jornal La Repubblica uma colaboradora da Liga Norte de Macerata, sem poder afirmar se se tratava de Pamela.

Pessoas ligadas à jovem e ouvidas por uma TV italiana descartaram que ela conhecesse Traini.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212