Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Cordão do Boitatá leva alegria contagiante às ruas do Rio - Jornal Brasil em Folhas
Cordão do Boitatá leva alegria contagiante às ruas do Rio


Logo cedo, às 7 horas da manhã deste domingo (4), foliões já exibiam nas ruas do Rio de Janeiro a criatividade de suas fantasias. Na Lapa, entre os milhares que acordaram para seguir o bloco Cordão do Boitatá, era comum ver piratas, unicórnios, bruxos e índios. Mas houve também quem caprichou, apresentando ao longo trajeto vestimentas únicas.

Com camisa retrô do Botafogo, gel no cabelo e uma maquiagem na cara que incluía um bigodinho ralo, o jornalista Leonardo Cazes estava fantasiado de Heleno de Freitas, ex-jogador de futebol. Segundo ele, o craque dos anos 1940, que tinha fama de boêmio, tem tudo a ver com carnaval.

O folião conta que a escolha pelo bloco não foi aleatória. Eu acompanho o Boitatá há anos e acho importante essa história de preocupação em promover um carnaval mais participativo, que pensa a relação com a cidade, observa.

A originalidade também foi a marca da fantasia do publicitário Bruno Barreto Lino. Com um vestido e uma peruca, ele se apresentou como a sambista Alcione. Eu posso parecer um pouco ela. É a musa, justificou. Ele explicou sua opção pelo Boitatá para homenagear a cantora. Acho que uma coisa fundamental é a qualidade musical do bloco.

Enquanto Alcione estava retrata na fantasia de Bruno, diversos outros sambistas eram lembrados nos estandartes oficiais do bloco: Cartola, Chico Buarque, Pixinguinha e dona Ivone Lara eram alguns deles.

História invade as ruas da Lapa

A música de carnaval do Brasil é maravilhosa e é recheada desses grandes mestres. Quando vamos para a rua, carregamos toda essa história, conta o músico Kiko Horta, um dos fundadores do Cordão do Boitatá.

O bloco surgiu há 22 anos e o primeiro desfile teve como ponto de concentração os arcos da Lapa. Em 2000, os organizadores decidiram adotar como palco principal a Praça XV, com o objetivo de levantar a discussão sobre o processo de ocupação e revitalização do centro do Rio de Janeiro.

Além do cortejo realizado hoje, o Cordão do Boitatá também se apresenta no próximo domingo (11). Segundo Kiko Horta, será o tradicional baile multicultural na Praça XV. É um bloco acústico formado por mais de 100 músicos, alguns de escolas de samba, de várias partes da cidade, profissionais e amadores, disse ele.

Edição: Kleber Sampaio

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212