Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Convênios do Goiás na Frente já beneficiam 118 municípios - Jornal Brasil em Folhas
Convênios do Goiás na Frente já beneficiam 118 municípios


O vice-governador José Eliton, durante reunião com equipe de supervisores do Goiás na Frente, evento coordenado pelo secretário Extraordinário de Acompanhamento do programa, deputado Talles Barreto, oportunidade em que foi anunciado que 135 convênios foram celebrados até o momento, beneficiando 118 municípios goianos. Foto: André Saddi.

O vice-governador José Eliton, durante reunião com equipe de supervisores do Goiás na Frente, evento coordenado pelo secretário Extraordinário de Acompanhamento do programa, deputado Talles Barreto, oportunidade em que foi anunciado que 135 convênios foram celebrados até o momento, beneficiando 118 municípios goianos.
Foto: André Saddi.

“Os números do Goiás na Frente demonstram a solidez do programa e um grande volume de obras em andamento em todo o estado”, afirma o vice-governador José Eliton, após se reunir com a equipe de supervisores na semana passada, evento coordenado pelo secretário Extraordinário de Acompanhamento do programa, o deputado estadual Talles Barreto.

Segundo Eliton, “este é, sem dúvida, o maior programa de convênios com os municípios da história do estado”. Até o momento, 135 convênios foram celebrados, beneficiando 118 municípios, ou 47,9% do total.

O governo disponibiliza para as parcerias com os municípios R$ 578.769.792,53. Desse total, os 449 processos em andamento envolvem R$ 313.800.453,11; e os convênios celebrados com os 118 municípios somam obras no valor de R$ 238.303.221,10, segundo divulgou a governança do Goiás na Frente.

“Estamos entrando num ciclo importante das parcerias do Goiás na Frente com os municípios, que é o da execução de um grande volume de empreendimentos”, afirma Eliton. “A primeira fase foi mais burocrática, oportunidade em que os municípios se habilitaram para o programa, mas agora o ritmo é acelerado”, ressalta. Os que já receberam recursos “ou iniciaram ou estão em fase final para iniciar as obras”.

“A partir de agora e até final de junho estaremos inaugurando obras todos os dias, entre elas o hospital de Uruaçu, importante para a região Norte e Nordeste do estado”, destaca José Eliton. “Todos os recursos para o programa estão assegurados”, reforça o vice-governador.

De acordo com os dados apresentados pela equipe executiva e de supervisão do programa, dos 135 convênios celebrados, 117 deles já receberam a segunda parcela dos recursos, dois receberam a terceira e Guapó recebeu a quarta parcela. Treze convênios estão ainda na primeira parcela dos recursos e três já receberam integralmente os recursos do Goiás na Frente.

Somam 50 os municípios que aderiram ao programa e que estão ainda entregando a documentação inicial para o processo junto à Secretaria de Governo (Segov). Outros 109 estão em fase de elaboração de minuta para a assinatura do convênio; 15 projetos aprovados aguardam documentação complementar e outros 83 estão em análise preliminar na Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED). Outros processos foram encaminhados para secretarias afins, entre elas a da Educação e Esportes (Seduce), Saúde, Segurança Pública e Segplan.

Os dados apresentados ao vice-governador referem-se ao balanço das ações em 2017, sob a gestão do secretário Extraordinário Talles Barreto, que se desincompatibilizará do cargo para concorrer às eleições.

Entorno do DF registra maior volume de obras e processos somam R$ 92,3 milhões

A equipe de governança do Goiás na Frente faz o acompanhamento das ações oriundas dos convênios com as prefeituras a partir da divisão do estado em dez regionais. Os supervisores do programa fazem visitas sistemáticas aos municípios e auxiliam as prefeituras em quaisquer dificuldades de forma a assegurar o bom andamento dos processos. Os prefeitos têm, ainda, a fiscalização que é realizada pelos engenheiros da SED. Isso é fundamental para a medição das obras que habilita o município a receber da terceira parcela do convênio em diante.

As obras dos 449 processos em andamento nas diferentes regionais somam R$ 552.103.674,21. Desse montante, R$ 92,3 milhões referem-se a empreendimentos em municípios da região do Entorno do Distrito Federal. A segunda região com processos em andamento é a Oeste, que apresentou projetos que somam R$ 68 milhões; em seguida vem a região Metropolitana de Goiânia, com processos no valor de R$ 66,3 milhões; e o Norte goiano, com processos que totalizam R$ 58,8 milhões.

Os municípios da região do Centro goiano apresentaram projetos que somam R$ 57,3 milhões para obras de pavimentação e recapeamento, em grande parte. Depois, vem a região Sudoeste, com R$ 53,4 milhões em projetos a serem desenvolvidos por meio de convênios com o governo do estado; e a região Sul, que formalizou processos que somam R$ 51,7 milhões.

Os municípios da região Nordeste aderiram ao programa com propostas que totalizam R$ 43,1 milhões para diferentes obras, enquanto a região da Estrada de Ferro terá R$ 35,1 milhões e a região Noroeste deverá realizar obras de recapeamento e pavimentação asfáltica no valor de R$ 25,7 milhões.

Programa reúne 954 ações em execução e inaugurações de obras serão diárias
Segundo as informações divulgadas pela equipe executiva do Goiás na Frente, neste momento, o programa reúne 954 ações em todas as suas vertentes, seja em obras de infraestrutura, equipamentos para os diferentes setores públicos e convênios. Desse total, 783 obras foram iniciadas e estão em franca execução e as outras 171 foram concluídas. Além desse total de obras, 209 estão em fase de licitação e outras 118, em fase de anteprojeto. A previsão é que a maior parte delas seja concluída até dezembro deste ano.

De acordo com o resumo financeiro feito pela equipe executiva, do volume de recursos previsto para o Goiás na Frente em todas as suas vertentes, que são R$ 7,136 bilhões, 34,63% já foram realizados, ou seja R$ 2,483 bilhões.

Considerando os órgãos executores do programa, A Agência Goiana de Habitação (Agehab) já realizou 38,48% do valor previsto, tendo pago R$ 543,540 milhões de R$ 1,4 bilhão; a Agência Goiana de Transporte e Obras Públicas (Agetop) realizou 41,79% do previsto, ou seja, R$ 1,057 bilhão de R$ 2.529 bilhões; a Celg GT, 45,4%, ou R$ 140 milhões de R$ 308 milhões; e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED), 53,46%, tendo pago R$ 205,484 milhões de R$ 1,389 bilhão.

Há obras, ainda, sendo realizadas pela Agência Goiana de Regulação (AGR), Emater, Juceg, Saneago, Secima, Seduce, Secretaria de Saúde, Segurança Pública, UEG e pelos municípios.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212